Linha da Beira Alta deverá reabrir até final do primeiro semestre de 2024 – IP

A Linha da Beira Alta, que está encerrada devido a obras de modernização, deverá reabrir até ao final do primeiro semestre de 2024, na sequência de uma “continuidade dos constrangimentos”, avançou hoje a Infraestruturas de Portugal (IP).

Contactada pela agência Lusa, a IP disse prever “que a reabertura da linha à exploração (com catenária em funcionamento) ocorra até final do primeiro semestre de 2024”.

Em maio, no final de uma visita a um troço da obra entre Mangualde e Celorico da Beira, o vice-presidente da IP, Carlos Fernandes, garantiu que estava a ser feito “um esforço imenso” para que a linha reabrisse no próximo domingo.

A IP negou que o não cumprimento desta data seja um “novo atraso”, argumentando que o que se verifica é “uma continuidade dos constrangimentos, nomeadamente a falta de capacidade do mercado da construção (subempreiteiros, materiais, equipamentos e mão de obra) resultante da atual conjuntura mundial, bem como do período de forte investimento que o país atravessa”.

“A este complexo cenário juntou-se o furto generalizado de catenária (fio de contacto e ‘feeder’ em cobre)”, acrescentou.

A IP assegurou que manterá os apoios financeiros aos operadores de mercadorias e de passageiros e a CP (Comboios de Portugal) o serviço de transbordo, “tendo em vista a minimização dos impactos”.

No passado dia 26, foi publicado em Diário da República um concurso público internacional no valor de 3,35 milhões de euros para a prestação de serviços de transporte rodoviário de substituição na Linha da Beira Alta.

O concurso, lançado pela CP, visa a “prestação de serviços de transporte rodoviário de substituição nos troços Coimbra/Guarda/Coimbra, Mangualde/Coimbra/Mangualde e Guarda/Vilar Formoso/Guarda, por interrupção da circulação ferroviária, em virtude da modernização da Linha da Beira Alta”.

O procedimento tem um prazo de execução de oito meses, após a adjudicação que, de acordo com os prazos do concurso, só deverá ocorrer no final do ano.

Em abril de 2022, quando a Linha da Beira Alta foi cortada, a IP estimou que assim se mantivesse por um período de nove meses (até janeiro deste ano).

A necessidade de encerramento integral da linha foi na altura justificada pelas “características técnicas específicas dos trabalhos a realizar em diversos locais ao longo do troço”.

O não-cumprimento de mais uma das datas apontadas pela IP tem motivado críticas de autarquias.

No final de setembro, a Câmara Municipal de Nelas aprovou, por unanimidade, uma moção em que manifestava preocupação com os atrasos, devido ao “forte impacto” na economia local e na mobilidade dos cidadãos.

Na mesma altura, a Assembleia Municipal da Guarda aprovou, também por unanimidade, um voto de protesto contra o atraso da reabertura da Linha da Beira Alta e reclamou medidas imediatas para acelerar o processo de conclusão das obras.

Na quinta-feira, o presidente da Câmara Municipal de Viseu e da Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões, Fernando Ruas, considerou que os adiamentos nas obras começam a ser “a normalidade”.

“Começamos a ficar habituados. Todos os prazos que são indicados, por uma razão ou por outra, são sempre adiados”, criticou.

A IP referiu à Lusa que não se prevê um aumento do custo da obra, que representa um investimento de 600 milhões de euros, integrado no programa Ferrovia 2020.

“De qualquer forma, o apuramento das verbas totais envolvidas no presente investimento (em vários contratos de empreitadas, prestações de serviços e de aquisição de materiais) só será efetuado no final”, acrescentou.

Partilhar
Autor
Picture of Notícias de Viseu
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu é um órgão de informação regionalista, independente, livre de influências políticas, económicas, religiosas ou quaisquer outras, votado à prática de uma informação cuidada, verdadeira e objetiva.

Novidades

1
Académico_de_Viseu
Rui Ferreira é o novo treinador do Académico de Viseu
2
espetáculo teatro
Boneca com inteligência artificial promove reflexão sobre abuso sexual em Viseu
3
pexels-boom-12585940
Jornalistas desportivos distinguem Carlos Lopes por mérito internacional
4
pexels-blooddrainer-566496
Mata do Fontelo, em Viseu, vai ser classificada monumento nacional 

Artigos relacionados

Visita e protocolo Recreio 1
bottle-2032980_1280
thomas-thompson-KEWVZAwkLxQ-unsplash
Prémio Heathy 3
Entre em contacto

+351 232 087 050
*Chamada para rede fixa nacional

geral@noticiasdeviseu.com
publicidade@noticiasdeviseu.com

Avenida do Convento nº 1, Complexo Conventurispress, Orgens 3510-674 Viseu

Subscrever Newsletter
Procurar
Últimas notícias
Visita e protocolo Recreio 1
Câmara de Tondela apoia obras em edifício que acolherá creche no Caramulo
bottle-2032980_1280
Município de Lamego melhora desempenho das estações de tratamento de água
thomas-thompson-KEWVZAwkLxQ-unsplash
Associação do Dão lança projeto turístico que permite experiências rurais
Académico_de_Viseu
Rui Ferreira é o novo treinador do Académico de Viseu