Vou fazer uma reserva num alojamento local, que cuidados devo ter?

460

O Alojamento local tem tido um crescimento muito elevado nos últimos anos, e para isso muito têm contribuído as plataformas online que estabelecem uma ponte entre um estabelecimento de alojamento local e o consumidor, pois permitem comparar preços, verificar disponibilidades, ajustar a pesquisa ao orçamento através da utilização de filtros e fazer reservas.
O arrendamento de casa para férias através da Internet é mais confortável para o consumidor, pois alarga o seu leque de ofertas a preços mais apetecíveis, contudo, é necessário estar em alerta para evitar algumas situações menos agradáveis.
Assim, antes de efetuar a reserva o consumidor deve adotar certos comportamentos, tais como:
– verificar se existe o registo de alojamento local do proprietário do imóvel, através da consulta no site do Turismo de Portugal em www.turismodeportugal.pt;
– pesquisar pela casa de alojamento local diretamente na plataforma e não em motores de busca;
– desconfiar sempre de anúncios nas redes sociais ou em sites que não sejam conhecidos e de preços baixos;
– fazer um contato com o proprietário, e se possível pedir para visitar o imóvel;
– verificar a identidade do anunciante/senhorio, através da validação do perfil de utilizador em plataformas na internet;
– se não obtiver validação do perfil de utilizador durante o processo de registo na plataforma online, não avance para o pagamento de qualquer reserva/sinal de casa, nem dê autorização para pagamentos através do cartão de crédito;
– confirmar as condições de cancelamento;
– não clicar em links enviados pelos proprietários, nem enviar informação pessoal para endereços de e-mail suspeitos;
– Consultar as opiniões de outros turistas, através das classificações;

Se alguma coisa correr mal, a DECO aconselha o consumidor a pedir o Livro de Reclamações, uma vez que os alojamentos locais são obrigados por lei a ter, podendo ainda recorrer aos centros de arbitragem de conflito de consumo, caso se trate de um contrato de prestação de serviço, Julgados de Paz ou Tribunais Judiciais.
DECO CENTRO
Os leitores interessados em obter esclarecimentos relacionados com os seus direitos enquanto consumidores, bem como resolver os seus problemas, podem recorrer ao Gabinete de Apoio ao Consumidor da DECO, bastando, para isso, escreverem para a DECO – Rua Padre Estêvão Cabral, 79-5º, Sala 504-3000-317 Coimbra ou para deco.coimbra@deco.pt.