PASSEIOS PELA LITERATURA- AFTA-OFF – Projeto de cruzamentos disciplinares

678

O Grupo OFF, Companhia de Teatro Amador, sob a égide da AFTA – Associação de Fomento do Teatro Amador, e no âmbito do Programa Viseu Cultura da Câmara Municipal de Viseu, concebeu o projeto Passeios pela Literatura, com criação – Direção Artística de Florbela Cunha .

A literatura deve passear pelas ruas, andar entre as pessoas de mãos dadas com outras artes e servir de inspiração a diversos projetos artísticos. Assim, com «Passeios pela literatura», é objetivo do grupo reviver grandes nomes da literatura nacional promovendo ao longo do ano diferentes atividades e espetáculos, para os quais serão convidados atores, escritores,  artistas plásticos,  músicos e bailarinos da região, a estabelecerem diálogos com a literatura, construindo uma intervenção urbana literária.

O projeto iniciar-se-á no dia 25 de maio, com um Serão literário intitulado Faunos à solta, onde o Dr. José Manuel Sobral fará uma palestra acerca de Aquilino, André Cardoso, fará o acompanhamento musical, o grupo Off apresentará um pequeno excerto de teatro, o artista plástico, Né Magalhais apresentará algumas obras e Joaquim Marques  uma pintura. Ou seja, serão apresentadas neste dia as primeiras obras criadas a partir da leitura de Andam faunos pelos bosques.

No dia 27, para assinalar a data de morte do autor e de forma a comemorar os 100 anos da primeira publicação da obra Terras do Demo, teremos uma Tertúlia literária, a orimeira de várias, com leituras de excertos da obra, ao som da música de José Pedro Pinto e uma exposição de fotografias de Samuel Santana, sobre lugares evocados na obra.

Acontecerão ao longo do ano outras tertúlias literárias, com o nome de Quartas com livros, pois acontecerão às quartas feiras à noite e onde serão feitas leituras de textos, conversas com especialistas em diferentes temas e autores e onde o público em geral será convidado a partilhar leituras.

 

Ao longo do ano apresentaremos  passeios literários pelas ruas da cidade, num sábado de cada mês, intitulados Rua abaixo, rua acima, conduzidos por escritores da cidade, que falarão de diferentes temas e/ou darão a conhecer as suas obras literárias. O primeiro passeio acontecerá no dia 1 de junho e será conduzido pelo escritor Jorge Marques. Terá início às 17 h junto ao pelourinho da Sé.

 

No dia 12 de julho, na zona histórica da Sé, a Academia de dança Giselle Brites  e  Mariana Simões apresentarão um espetáculo de dança- Faunos- criado a partir do convite que lhes foi endereçado de fazerem a  sua leitura dançada da obra.

Em junho daremos palco à poesia e assim, no dia 11 de junho teremos um serão literário intitulado Encontro poético entre Camões e Manuel Alegre, na Biblioteca Municipal, no dia 13 de junho, a assinalar a data de nascimento de Fernando  Pessoa, Apaga a luz para eu te ouvir–  um espetáculo sensorial de poesia, onde só a palavra e o som interessam e no dia 30 de junho teremos o recital de poesia, Come coral, no Carmo 81, com o poeta e artista plástico António Poppe.

 

 

E como este ano se assinala o centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen e de Maria Cecília Correia ( escritora viseense), não poderemos deixar de celebrar esses aniversários com serões literários e recitais de poesia. Relativamente ao serão Sophia, este realiza-se-á no dia 6 de novembro, data de nascimento da autora, com uma palestra, declamação de poesia, música e dança. E levaremos Sophia às crianças com um espectáculo teatral da Fada Oriana, estando já agendado para junho um no Centro Social de Orgens.

 

 

Haverá outras atividades para as crianças, nomeadamente nos dias 31 de maio e 1 de junho, no Museu Grão Vasco, com a leitura da história  O coelho Pimpão no Museu Grão Vasco. Em outubro com a oficina, Salta-pocinhas,  em torno da obra O Romance da Raposa, de Aquilino Ribeiro, onde as crianças, depois de ouvirem a história, serão convidadas a criarem personagens da história em artes plásticas. Ainda em outubro, em algumas escolas da cidade será apresentado um conto de Aquilino Ribeiro, seguido de atividades de expressão dramática.

No dia 13 de setembro, data de aniversário de Aquilino Ribeiro, e no dia 14, teremos teatro nas ruas e nos espaços que o escritor frequentou aquando da sua permanência na cidade, tal como refere na sua obra autobiográfica Um escritor confessa-se.

Em outubro promoveremos também um serão gastronómico aquiliniano, num restaurante da cidade, onde os alimentos tantas vezes descritos por Aquilino nas suas obras, poderão ser provados ao som de leituras de textos do autor.

Em dezembro , a fechar o projeto, serão expostos os trabalhos criados pelos diferentes artistas e pelas escolas que aceitarem o desafio de criarem algo a partir de Andam faunos pelos bosques . E talvez neste mês, ou  em novembro, realizar-se-á um concerto criado por Carlos Clara Gomes a partir da obra.

 Ainda em dezembro, o grupo OFF apresentará um pequeno trecho do espectáculo teatral que estreará em 2020, construído a partir da obra Malhadinhas.

Relativamente à peça de teatro, a sua estreia será em Vila Chã do Monte como forma de levar os clássicos da literatura à periferia, no dia 31 de maio, pelas 21:30, local onde decorrerão mais duas apresentações nos dias 5 e 6 de julho. Está também pensado um espetáculo a ser realizado na zona histórica da Sé no dia 14 de julho e no dia 28 de setembro no centro da aldeia de Orgens. O espetáculo teatral  conta com música executada ao vivo por Sara Costeira e João Afonso e ao longo do espetáculo o público será convidado a participar em alguns momentos da peça e a interagir com os atores.

AFTA