A coisa mais séria do mundo? Brincar

469

O Programa Brincar de Rua volta a recrutar Guardiões do Brincar

 

As candidaturas para Guardiões do Brincar estão a decorrer entre 23 de agosto e 20 de setembro, para Tribos do Brincar em todo o país com atividades totalmente gratuitas.

Aos candidatos apenas se pede que sejam bem-dispostos, responsáveis e disponíveis para crianças.

 

O Programa Brincar de Rua criou as Tribos do Brincar para dar resposta, em tempo de pandemia, à necessidade infantil de devolver a rua e o tempo de exploração e socialização ao ar livre, com espaço para as crianças serem ativas e brincarem livremente de forma segura. Brincar na rua é uma resposta vital para as crianças de hoje, a maioria das quais passa tempo excessivo em frente a ecrãs, um sério problema responsável por perturbações do sono, birras, obesidade e dificuldades de concentração, entre outras.

 

Após um longo confinamento, muitas crianças continuam ainda longe dos amigos e da família alargada, com a maioria do seu tempo ocupado em atividades sedentárias, tornando a brincadeira na rua uma necessidade urgente, cuja solução passa pelo voluntariado dos Guardiões do Brincar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As Tribos do Brincar são constituídas por até oito crianças e pelo menos dois Guardiões do Brincar (adultos voluntários), que durante uma hora por semana se reúnem sempre no mesmo local e horário. A ideia é que as Tribos juntem pessoas que fazem parte do núcleo de confiança dos Guardiões: os filhos, o vizinho do prédio/rua, os filhos de familiares ou amigos mais chegados da escola ou do bairro, para brincarem em segurança perto de casa, neste novo normal.

 

As candidaturas a Guardião do Brincar são para adultos que sejam pai/mãe ou tutor de uma criança. É necessário que os voluntários passem por uma entrevista, entreguem o registo criminal e concretizem uma breve formação.

 

As inscrições para Guardiões do Brincar e criação de Tribos do Brincar estão disponíveis em brincarderua.pt