Viseu lamenta que Estado privilegie "influências dominantes das áreas metropolitanas”

O presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas (PSD), lamentou que o Estado continue a “privilegiar as influências dominantes das áreas metropolitanas” e reiterou a importância do processo de regionalização para o interior do país.

“Precisamos urgentemente de um maior investimento do Estado central no interior do país. Precisamos urgentemente de melhorar a coesão territorial por via de um processo de regionalização em que as regiões se imponham”, afirmou o autarca, durante a reunião da Assembleia Municipal.

O antigo presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) lembrou que se soube recentemente que “o novo polo de formação de juízes se irá situar, mais uma vez, em áreas metropolitanas”, uma vez que foi escolhida a cidade de Vila do Conde.

Apesar de não ter nada contra Vila do Conde, Fernando Ruas considerou que foi mais uma oportunidade que se perdeu de reduzir assimetrias.

Segundo o autarca social-democrata, Portugal é um país “em que só as áreas metropolitanas estão acima da média nacional no ganho médio mensal e no rendimento bruto declarado por habitante, muito por força da concentração de investimento público”.

“Foi ainda anunciado mais um curso de Medicina. Mais uma vez numa área metropolitana. Mais um exemplo desse centralismo”, acrescentou.

Ruas lamentou também que Viseu tenha ficado de fora do programa Mais Médicos, “que vai abranger unidades de Bragança, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Santiago do Cacém, Beja e Covilhã”.

Durante a Assembleia Municipal, a deputada social-democrata Ana Paula Santana apresentou uma moção (que foi aprovada, com 14 abstenções) a repudiar a decisão do Governo de instalar o polo do Centro de Estudos Judiciários em Vila do Conde e a reclamar a melhoria dos serviços públicos no concelho, dando como exemplo o que se passa nas conservatórias.

Fernando Ruas contou que, depois de informações dos serviços municipais sobre a “dificuldade em fazer marcações e registos com a brevidade necessária”, questionou as conservadoras, tendo percebido que “os problemas se devem a manifesta falta de meios humanos”.

“E isso está a dificultar quer os serviços da Câmara Municipal, quer do cidadão comum”, acrescentou.

Partilhar
Autor
Picture of Notícias de Viseu
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu é um órgão de informação regionalista, independente, livre de influências políticas, económicas, religiosas ou quaisquer outras, votado à prática de uma informação cuidada, verdadeira e objetiva.

Novidades

1
Académico_de_Viseu
Rui Ferreira é o novo treinador do Académico de Viseu
2
espetáculo teatro
Boneca com inteligência artificial promove reflexão sobre abuso sexual em Viseu
3
pexels-blooddrainer-566496
Mata do Fontelo, em Viseu, vai ser classificada monumento nacional 
4
espetáculo teatro
Festival de Teatro Jovem e Amador de Viseu arranca na sexta-feira

Artigos relacionados

Visita e protocolo Recreio 1
bottle-2032980_1280
thomas-thompson-KEWVZAwkLxQ-unsplash
Prémio Heathy 3
Entre em contacto

+351 232 087 050
*Chamada para rede fixa nacional

geral@noticiasdeviseu.com
publicidade@noticiasdeviseu.com

Avenida do Convento nº 1, Complexo Conventurispress, Orgens 3510-674 Viseu

Subscrever Newsletter
Procurar
Últimas notícias
Visita e protocolo Recreio 1
Câmara de Tondela apoia obras em edifício que acolherá creche no Caramulo
bottle-2032980_1280
Município de Lamego melhora desempenho das estações de tratamento de água
thomas-thompson-KEWVZAwkLxQ-unsplash
Associação do Dão lança projeto turístico que permite experiências rurais
Académico_de_Viseu
Rui Ferreira é o novo treinador do Académico de Viseu