Supertaça: Jogadores do Tondela querem vencer FC Porto e ter imagem no estádio

192

O defesa Marcelo Alves disse hoje que a equipa quer vencer sábado a Supertaça Cândido de Oliveira, frente ao FC Porto, para deixar a sua imagem nos corredores do estádio, junto de outros que fizeram história.

“É uma final, então temos a obrigação de ter a ambição de vencer a partida. O ‘mister’ até falou connosco hoje, sobre das imagens que estão aqui fora, da história do clube. Ficaria muito feliz também de houvesse uma imagem nossa aqui, marcando o clube”, assumiu Marcelo Alves.

O defesa central brasileiro falava na conferência de imprensa de antevisão da 44.ª Supertaça Cândido Oliveira, em Aveiro, sábado, pelas 20:45, face ao campeão nacional FC Porto, face ao qual o Tondela perdeu por 3-1 na final da Taça de Portugal, em 22 de maio.

“Tivemos a oportunidade de, recentemente, estar a jogar uma final contra o próprio FC Porto, então acho que serve para tirar lições (…) dessa final, e o novo ‘mister’, também chegou para nos ajudar. Tenho a certeza de que temos tudo para fazer um bom jogo”, disse.

Neste sentido, Marcelo Alves reconheceu que o adversário “é uma equipa de muita qualidade”, mas o trabalho durante a pré-época foi no sentido de “chegar bem a este jogo” e, para isso, é preciso “estar ligados o tempo todo”.

“Precisamos de ser firmes, [de] colocar uma intensidade muito grande no jogo, competir bastante os 90 minutos, e se for preciso mais também, mas acho que, neste jogo, qualquer detalhe, qualquer minuto de desatenção, nos pode custar muito”, admitiu.

Marcelo Alves acrescentou ainda que, durante a semana, trabalharam “bastante as movimentações e variações” do FC Porto e a equipa acolheu a informação da equipa técnica para saber o que “deve ser feito e o que não pode deixar de ser feito” em campo.

No seu entender, admitiu, o ‘onze’, “acima de tudo” tem de estar “com muita atenção, a disputar bastante o jogo”, uma vez que disse acreditar que se estiverem “no máximo da concentração” a equipa “pode fazer um bom jogo”.

“Trata-se de uma final e a nossa ambição de vencer uma final é muito grande. Sabemos da dificuldade do jogo, de toda a qualidade que tem a equipa do FC Porto, mas acho que somos obrigados a ter ambição também de ir para uma final para vencer”, sublinhou.

O Tondela, da II Liga, na qualidade de finalista vencido da última edição da Taça de Portugal, disputa a Supertaça Cândido de Oliveira, no Estádio Municipal de Aveiro, sábado, pelas 20:45, face ao campeão nacional FC Porto, num jogo arbitrado por Manuel Mota, da Associação de futebol de Braga.