Concerto em Comunidade e Noites Combi na agenda cultural da CIM Viseu Dão Lafões

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões apresentou hoje a agenda cultural em rede para junho e julho em que um concerto em comunidade, que conta com o maestro Tim Steiner, e as Noites Combi marcam este verão.

“O que distingue este projeto é que convidámos os 14 municípios a participar não num concerto, mas na criação de um concerto. Todo o material apresentado será resultado da composição colaborativa dos participantes em palco e fora dele”, disse o responsável.

O cofundador do coletivo artístico Onda Amarela, Ricardo Baptista, explicou, em conferência de imprensa, que conta com “o maestro Tim Steiner, muito experiente neste género de projetos”, tendo já no seu currículo “mais de 35 anos em projetos destes por todo o mundo”.

“Esta criação colaborativa conta com uma equipa local de apoio ao maestro, para traduzir o que é a cultura da região, que tem como objetivo aproximar os 14 municípios da CIM para dar uma marca cultural coesa com a ideia de que é mais forte o que nos une, do que o que nos separa”, sublinhou.

Participam no projeto “grupos musicais de todas as áreas, não há lugar a estilos e géneros” e há grupos de “bandas filarmónicas, de rock, concertinas, ranchos folclóricos e escolas de música, com todo o género de participantes”, adiantou.

O concerto está agendado para 17 de julho, no Adro da Sé, em Viseu, e, para já, “fizeram-se duas sessões de exploração para lançar ideias e vai haver uma terceira”, que funcionam em três polos: Vila Nova de Paiva, Tondela e Viseu e, destes dois encontros já saiu o nome.

“Ficou óbvio que as pessoas gostavam de chamar a este projeto “sete e sete”, porque há sempre uma resposta quando dizemos “sete e sete” e, nas sessões, temos já muitas partilhas e falamos de imensos assuntos dos 14 municípios”, revelou.

Ricardo Baptista destacou que este projeto conta com “uma diversidade enorme de idades e de conhecimentos musicais” e, por isso, acredita que se “juntarão no mesmo palco pessoas que de outra forma não o fariam”.

Na próxima semana será aberta uma ‘open call’ para “pessoas que não pertencem a nenhum dos grupos dos 14 municípios” e, depois, até ao dia do espetáculo, “começa o trabalho de coser musicalmente todo o material” recolhido.

“Mais próximo do espetáculo teremos um trabalho mais intensivo, já com todos os participantes ao mesmo tempo, atualmente eles não sabem o que cada polo está a fazer, para depois montar o concerto em si”, precisou.

As Noites Combi envolvem o Teatro Viriato, o Cine Clube de Viseu e a Binaural Nodar, onde, ao todo, as três instituições percorrem os 14 municípios com o intuito de “incentivar o encontro e o diálogo entre o público e a cultura” com performances, artes plásticas, música, leituras e cinema.

Em representação das Noites Combi, Maria João Meireles do Teatro Viriato adiantou “a proposta da Binaural Nodar passa pela música improvisada, pela poesia e pela criação de peças audiovisuais a partir do arquivo digital da Binaural” Nodar.

“O Cine Clube de Viseu vai promover cinco sessões ao ar livre em grande formato para todas as idades. Visto em grupo, em família e ao ar livre, o cinema tem o potencial de envolver e tocar o público”, defendeu.

O Teatro Viriato leva ao território “duas propostas culturais por noite: as leituras com Gi da Conceição, talentosa atriz que vai colocar em destaque autores beirões menos conhecidos como Judite Teixeira e Luís Miguel Nava, para aproximar o público à leitura”.

A segunda proposta, continuou, é “Válvula”, “uma performance inclassificável, meia palestra, meio concerto de hip-hop”, onde o público é guiado “pelos desenhos em tempo real de António Jorge Gonçalves e pelas palavras e música de Flávio Almada”.

A apresentação da agenda contou com a presença do secretário executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Nuno Martinho, que lembrou todas as programações desde o início, e pelo presidente da CIM, Fernando Ruas, que destacou o “aumento das atividades em comunidade”.

“O que significa que este território, da CIM Viseu Dão Lafões, é cada vez mais homogéneo e com preocupações comuns”, sublinhou o presidente da Comunidade, Fernando Ruas.

A rede cultural da CIM Viseu Dão Lafões nasceu em 2013 e tem levado cultura, nas mais diversas áreas, aos 14 municípios que a integram: Aguiar da Beira (distrito da Guarda), Carregal do Sal, Castro Daire, Mangualde, Nelas, Oliveira de Frades, Penalva do Castelo, São Pedro do Sul, Santa Comba Dão, Sátão, Tondela, Vila Nova de Paiva, Viseu e Vouzela (distrito de Viseu).

Partilhar
Autor
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu é um órgão de informação regionalista, independente, livre de influências políticas, económicas, religiosas ou quaisquer outras, votado à prática de uma informação cuidada, verdadeira e objetiva.

Novidades

1
Acidente carro
Colisão entre motociclo e veículo ligeiro em Viseu provoca uma vítima mortal
2
Viseu
Centro histórico de Viseu sem carros ao fim de semana até setembro
3
urgências médico hospital
Hospital de Viseu com central de esterilização informatizada
4
Viseu
Antigo terreno da estação de comboios de Viseu em hasta por 4,2 ME

Artigos relacionados

pexels-pixabay-47730
CINFAES
santa comba dão
Oliveira de Frades Rockfest
Entre em contacto

+351 232 087 050
*Chamada para rede fixa nacional

geral@noticiasdeviseu.com
publicidade@noticiasdeviseu.com

Avenida do Convento nº 1, Complexo Conventurispress, Orgens 3510-674 Viseu

Subscrever Newsletter
Fique por dentro das últimas novidades e conteúdo exclusivo.
Procurar
Últimas notícias
pexels-pixabay-47730
Quase 100 pessoas impedidas de entrar em recintos desportivos em 2024 – APCVD
Acidente carro
Colisão entre motociclo e veículo ligeiro em Viseu provoca uma vítima mortal
CINFAES
Câmara de Cinfães atribui mais de 100 mil euros em 216 bolsas de estudo
santa comba dão
Autarca de Santa Comba Dão considera que “há outras maneiras” de celebrar democracia