Concelho de Tondela registou crescimento do número de dormidas e de hóspedes

O concelho de Tondela registou no ano passado um crescimento de 41% nas dormidas e de 20% no número de hóspedes comparativamente a 2022, anunciou hoje a Câmara.

“O número de turistas e de dormidas aumentou muito e tem vindo a aumentar ao longo destes últimos três anos de forma significativa”, referiu a presidente da autarquia, Carla Antunes Borges.

Segundo a autarca, estes indicadores estão muito relacionados com a capacidade empreendedora das unidades de alojamento do concelho e “de quem trabalha no setor turístico” e também com a “política de promoção do território que está a ser implementada pelo executivo municipal”.

Partilhar
Autor
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu é um órgão de informação regionalista, independente, livre de influências políticas, económicas, religiosas ou quaisquer outras, votado à prática de uma informação cuidada, verdadeira e objetiva.

Novidades

1
Acidente carro
Colisão entre motociclo e veículo ligeiro em Viseu provoca uma vítima mortal
2
Viseu
Centro histórico de Viseu sem carros ao fim de semana até setembro
3
urgências médico hospital
Hospital de Viseu com central de esterilização informatizada
4
Académico_de_Viseu
Mafra vence Académico em Viseu com um golo de Falé

Artigos relacionados

pexels-pixabay-47730
CINFAES
santa comba dão
Oliveira de Frades Rockfest
Entre em contacto

+351 232 087 050
*Chamada para rede fixa nacional

geral@noticiasdeviseu.com
publicidade@noticiasdeviseu.com

Avenida do Convento nº 1, Complexo Conventurispress, Orgens 3510-674 Viseu

Subscrever Newsletter
Fique por dentro das últimas novidades e conteúdo exclusivo.
Procurar
Últimas notícias
pexels-pixabay-47730
Quase 100 pessoas impedidas de entrar em recintos desportivos em 2024 – APCVD
Acidente carro
Colisão entre motociclo e veículo ligeiro em Viseu provoca uma vítima mortal
CINFAES
Câmara de Cinfães atribui mais de 100 mil euros em 216 bolsas de estudo
santa comba dão
Autarca de Santa Comba Dão considera que “há outras maneiras” de celebrar democracia