Câmara de Viseu contrata taxistas para entrega de refeições ao domicílio

198

O presidente da Câmara de Viseu anunciou hoje que neste fim de semana os residentes do concelho que queiram encomendar as refeições nos restaurantes aderentes terão um serviço de entrega gratuito feito pelos taxistas.

“As pessoas fazem na mesma os seus pedidos aos restaurantes, ou seja, a relação dos consumidores é a mesma, com os restaurantes, nós depois fazemos o resto. Os restaurantes articulam connosco para garantirmos que as refeições chegarão a casa sem que o consumidor pague mais por isso”, explicou António Almeida Henriques.

O autarca explicava aos jornalistas que esta medida “não é inédita, mas é a forma encontrada pelo município de ajudar dois dos setores que mais estão a ser afetados pelos confinamentos, nomeadamente ao fim de semana” a partir das 13:00.

“O serviço de entrega é totalmente gratuito e é organizado e financiado pelo município de Viseu e, no fundo, o que vai fazer é garantir a entrega das refeições compradas nos restaurantes locais e será feita pelos táxis”.

O serviço “Viseu Entrega” estará disponível numa plataforma onde estão os restaurantes do concelho que aderiram à iniciativa autárquica e que segundo o vereador da Cultura, Jorge Sobrado, “já são mais de 30” e conta com “os mais de 80 táxis ao serviço no concelho”.

Este serviço estará disponível este fim de semana, o primeiro em que o concelho de Viseu está sujeito às medidas mais restritivas, com confinamento obrigatório no fim de semana a partir das 13:00 e, para o futuro, esclarece o autarca, “se verá como vai ser, vai também depender da experiência desta experiência e das necessidades futuras”.

“É uma iniciativa como muitas que temos feito, porque queremos estimular a atividade económica, garantir o emprego local e fazer com que a nossa restauração não seja tão afetada, mais ainda, neste período que estamos a atravessar”, defendeu Almeida Henriques.

Os taxistas “têm sido também muito afetados”, explicou Almeida Henriques que contou que tem “conversado com os que estão no Rossio [no centro da cidade] e que têm manifestado as dificuldades do setor, devido ao recolhimento obrigatório” dos cidadãos por causa da pandemia da covid-19.

“É uma parceria entre o município de Viseu e a AHRESP [Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal] e a ANTRAL [Associação Nacional dos Transportes Rodoviários em Automóveis Ligeiros] com quem temos uma boa relação e gostamos de trabalhar”, adiantou o autarca.