Vento fez derrubar árvores e só em Viseu houve mais de 60 ocorrências

561

O vento forte que soprou durante a noite provocou quedas de árvores em Portugal continental e só no distrito de Viseu foram registadas 60 ocorrências, sem gravidade.

Fonte da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) disse também à Lusa, cerca das 06:30, que registou várias ocorrências, sem as contabilizar, de quedas de árvores, mas sem gravidade.

Só no distrito de Viseu, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) disse à Lusa terem sido já reportadas cerca de 60 ocorrências relacionadas com quedas de árvores, entre as 00:00 e as 06:30 devido ao vento forte.

“Registámos 63 ocorrências no distrito relacionadas com quedas de árvores, postes e placas de trânsito por causa do vento forte, mas nenhuma situação grave”, disse a fonte.

A Estrada Nacional 16, que liga Viseu a São Pedro do Sul, esteve cortada para limpeza da via na sequência da queda de algumas árvores de grande porte, mobilizando 20 operacionais, com o apoio de nove veículos.

“A Estrada já não se encontra cortada”, adiantou a fonte do CDOS de Viseu.

Portugal continental está a ser afetado hoje por chuva e vento forte e agitação marítima devido à passagem de sistemas frontais associados à depressão Hortense, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Na sequência da previsão, o IPMA colocou os distritos de Castelo Branco e Guarda sob aviso laranja até às 09:00 de hoje devido à previsão de oeste com rajadas até 95 quilómetros por hora, sendo até 120 quilómetros por hora (km/h) nas terras altas.

Também por causa do vento, o IPMA colocou sob aviso amarelo os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Aveiro, Viseu e Coimbra, até às 12:00 de hoje, prevendo-se rajadas até 70 km/h, sendo até 90 km/h nas terras altas.

Os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Viseu, Vila Real, Bragança e Castelo Branco estão igualmente sob aviso amarelo devido à queda de neve acima da cota dos 1200 metros até às 15:00 de hoje.

O IPMA colocou ainda os distritos de Viana do Castelo, Porto, Braga, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa sob aviso laranja até às 22:00 de hoje devido à agitação marítima com ondas de noroeste com 5 a 6 metros, podendo atingir 10 a 12 metros de altura máxima, passando depois a amarelo até às 09:00 de sábado.

O aviso laranja indica situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Em declarações à agência Lusa, a meteorologista Paula Leitão adiantou que o vento e a chuva vão diminuir de intensidade durante o dia de hoje.

“A situação mais gravosa já passou durante a noite com aguaceiros forte e vento forte e houve trovoada, mas tudo isso está a diminuir de intensidade. Para hoje ainda são esperados aguaceiros que serão mais frequentes nas regiões do Norte e Centro”, disse.

De acordo com Paula Leitão, também o vento vai diminuir de intensidade a partir da manhã de hoje.