Digressão nacional de “Música para Todos” passa por Lamego

656

A digressão de celebração dos 20 anos de projeto musical brasileiro que promove arte e cultura nos mais diversos espaços, com o objetivo de “democratizar a boa música”, passa pela Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego, onde apresentará obras de Heitor Villa-Lobos, Tom Jobim e Vinicius de Moraes, de entre outros.

 

A Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (ESTGL), no âmbito das Comemorações dos 40 anos do Politécnico de Viseu (40 anos PV), acolhe no dia 28 de janeiro, terça-feira, pelas 18h00, a apresentação da Orquestra Jovem Música para Todos (OJMPT), no Teatro Ribeiro Conceição. A entrada é gratuita.

 

Orquestra Jovem Música Para Todos, criada em articulação com a Universidade Federal do Piauí, tem sido responsável em Teresina (capital do Estado brasileiro de Piauí) pelo despertar do talento musical de inúmeros jovens, através de atividades artísticas e educacionais. Para lá de acolher profissionais de diversas áreas, tanto brasileiros como estrangeiros, para ministrar cursos de instrumento, canto, regência, educação musical, a Orquestra promove concertos públicos para a comunidade em geral.

 

Mais do que uma escola de música, o Projeto Música Para Todos (PMT) apresenta-se como uma oficina do saber onde “se busca construir um ser humano mais responsável com o futuro de todos os espaços que ocupam na sociedade”, promovendo, através da aprendizagem da música, a disseminação de valores como a compreensão, tolerância e igualdade. Desde há mais de 20 anos, o PMT contribuiu “decisivamente na formação de milhares de crianças, jovens e adultos das mais variadas classes sociais, tanto na capital [do Estado] como no interior”. Atualmente, oferece ensino gratuito para três mil alunos.

 

A divulgação da música brasileira é um dos objetivos do PMT nesta digressão por Portugal, que inclui no reportório obras de Heitor Villa-Lobos, César Guerra-Peixe, Ernesto Nazareth, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Waldir Azevedo, Pixinguinha e também de Luís Gonzaga.

 

O Ministério da Cidadania brasileiro e a Mundis – Associação Cívica de Formação e Cultura são os organizadores da digressão nacional da Orquestra Jovem Música para Todos que começou por Sintra, seguindo para Évora, Coimbra, Porto e Vila Real. Depois da apresentação em Lamego ainda estão previstas deslocações a duas cidades: Covilhã e Lisboa.