Parlamento insta Governo a requalificar a EN-225 entre Castro Daire e Arouca

633

O parlamento instou  ontem o Governo a proceder “com urgência” à requalificação da Estada Nacional 225 (EN-225), que liga os concelhos de Castro Daire (Viseu) a Arouca (Aveiro), apontando para a degradação e a sinuosidade daquela via.

Em discussão, em plenário, estiveram cinco projetos de resolução do BE, PEV, CDS-PP, PCP e PSD, na sequência de uma petição intitulada “Pela requalificação urgente da estrada nacional 225”, que tem o presidente da Câmara de Castro Daire, o social-democrata Paulo Almeida, como primeiro subscritor.

Durante a discussão, que durou cerca de 20 minutos, todos os deputados que intervieram reconheceram que aquela estrada, que liga os distritos de Viseu e de Aveiro, está “bastante degradada” e que a sua requalificação “é urgente”.

“Os programas de segurança na EN-225 são muito preocupantes. Trata-se de um percurso acidentado e muito perigoso. São vários quilómetros de estrada utilizados diariamente por transportes de crianças e de socorro”, afirmou a deputada do BE Isabel Pires.

No mesmo sentido, a deputada do PEV, Mariana Silva, sublinhou que a EN-225 apresenta características montanhosas e que existe risco de desmoronamento em vários troços, principalmente entre Castro Daire e Cabril.

“É uma estrada indispensável para o turismo e para a economia da região. Apresenta problemas estruturais, com risco de desmoronamento, insuficiente proteção lateral e supressões. Por isso, recomendamos com urgência a sua requalificação”, defendeu.

A degradação e a sinuosidade desta estrada foi também realçada pelo deputado do CDS-PP João Almeida, que acusou o Governo de chegar “sempre tarde ao interior do país”.

“Esta intervenção é prioritária. Estamos a falar de uma região onde o Estado chega sempre atrasado”, criticou.

O PCP, através da deputada Ana Mesquita, afirmou que “o estado de degradação da EN-225 é tal que não necessita de paliativos, mas sim de uma requalificação que permita a sua utilização em segurança e conforto”.

Já o deputado social-democrata Pedro Alves instou o Governo a cumprir com a sua obrigação, com “a maior urgência possível”.

“É preciso muito mais do que tapar buracos. Não podemos estar à espera de que a tragédia aconteça”, alertou.

Do lado do PS, a deputada Lúcia Araújo Silva admitiu que aquela estrada “há muito tempo que carece de ser intervencionada e requalificada” e defendeu uma intervenção do Governo.

“É nosso entendimento que o Governo promova as condições para que se realizem as obras de requalificação”, apontou.

O último interveniente no debate foi o deputado do Chega, André Ventura, que criticou a “inoperância” do Governo.

“Já na anterior legislatura a requalificação desta estrada era uma prioridade. Se fosse pelo André Ventura a estrada já estava feita”, atirou.

A votação dos projetos de resolução para requalificação da EN-225 vai decorrer na sexta-feira.