Autarquia de Viseu aprova projeto que prevê instalação de 38 empresas no concelho

576

Área de Acolhimento Empresarial de Lordosa irá reforçar a oferta de solo industrial qualificado no mercado, fomentar o emprego e fixar populações

O Município de Viseu definiu, como um dos seus eixos prioritários, transformar o concelho num polo de atratividade de investimento, no domínio da Competitividade Empresarial. Na última reunião camarária foi dado mais um passo nesse sentido, com a aprovação do projeto de criação da Área de Acolhimento Empresarial de Lordosa (AAEL) – Viseu. A infraestrutura deverá começar a receber empresas a partir de 2022 e espera, até 2025, acolher 38 projetos empresariais.

“A AAE de Lordosa é uma obra fundamental para fomentar o aumento do emprego qualificado na região e, consequentemente, a fixação das populações”, considera o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, António Almeida Henriques. Será também relevante para “potenciar a centralidade geográfica de Viseu e, dessa forma, captar para o concelho e para a região, investimento direto estrangeiro qualificado”, acrescenta o autarca.

A criação da infraestrutura já foi alvo de uma candidatura ao programa CENTRO 2020, dado tratar-se um investimento considerável e vital para toda a região. Assim, o custo total da operação ascende aos 12,2 milhões de euros (IVA incluído), sendo o montante elegível de cerca de 10 milhões de euros (85%). A autarquia assegurará o restante.

Numa primeira fase, a operação irá suprir uma clara falha de mercado existente na região, atendendo à escassez de oferta de solo para a instalação de empresas, em contraponto com a elevada procura. Posteriormente, a AAE de Lordosa disponibilizará às empresas um ambiente de negócios favorável e propício à melhoria da sua competitividade e ao aumento da cooperação empresarial. A infraestrutura poderá ainda gerar uma forte interligação entre as empresas que ali se irão instalar, e outras entidades com forte ligação à competitividade empresarial e ao ecossistema de inovação.

Recorde-se que este investimento está previsto no Orçamento e nas Grandes Opções do Plano do Município de Viseu.