“Apesar de ser um título distrital, foi muito importante para mim” – Licá

O avançado Licá reconhece que a vitória no principal campeonato da Associação de Futebol de Viseu, ao serviço do Lamelas, clube da localidade natal, foi um “título de sentimento”, saboreado com “pessoas conhecidas”.

Depois de 14 épocas seguidas nos campeonatos profissionais de Portugal, Espanha e Inglaterra, o extremo de 34 anos começou a presente temporada sem clube, antes de reatar a carreira em fevereiro, ao serviço do emblema do concelho de Castro Daire, que venceu a Divisão de Honra da associação viseense e assegurou a subida ao Campeonato de Portugal.

“É bom ganhar títulos em todo o lado, mas o facto de ganhar pelo clube que via desde pequenino, em que ia para o campo enquanto os jogadores estavam a treinar, é diferente. Apesar de ser um título distrital, foi muito importante para mim”, diz, em entrevista à Lusa, numa comparação com o título da II Liga alcançado em 2011/12, pelo Estoril Praia.

Internacional português por uma vez, Licá vinca que o feito alcançado pelo Lamelas, consumado no domingo, com uma goleada caseira ao Penalva do Castelo (4-1), na 14.ª e última jornada da fase de apuramento de campeão da prova, é um “título de sentimento”, vivido com a família e com “pessoas conhecidas”, o que lhe causa “uma alegria enorme”.

O atacante confessa ter aceitado o convite do Lamelas depois de ter acabado contrato com a BSAD em junho de 2022, sem “contactos para renovar”, e de um início de temporada com contactos de projetos que “não faziam sentido”, pelo que a sua situação profissional se foi “arrastando”, também por culpa própria.

Após hesitar entre deixar o futebol e “agarrar-se” à carreira, Licá decidiu voltar a jogar, nem que fosse num campeonato distrital, e fê-lo há três meses através do “clube da terra”, com “facilidade de integração” garantida junto de pessoas que conhece.

“Ligaram-me outra vez, falei com os dirigentes do Lamelas e chegámos a acordo. Isso já era falado de vez em quando, mas na brincadeira. Não era levado muito a sério, porque também sabiam que não estava disponível, como estava na BSAD, na I Liga. Mas acabou por acontecer”, salienta.

De volta aos relvados, Licá contribuiu com cinco golos em 12 jogos para um título “difícil”, num campeonato com encontros “muito equilibrados”, em que o Lamelas, “justo vencedor” da competição, perdeu os dois embates contra o segundo classificado, o Cinfães.

Futebolista na I Liga ao serviço de sete clubes – Académica, Estoril Praia, FC Porto, Vitória de Guimarães, Belenenses, BSAD e Farense -, Licá reconhece haver “muita mais qualidade” nos campeonatos profissionais, mas defende que o nível competitivo das provas distritais tem subido, tendo apontado o Lamelas como exemplo de um clube com “muito mais condições de treino e de departamento médico” face ao passado.

“Depois, a sorte de estar no Lamelas é ter gente por detrás que nos dá tudo o que precisamos. Com os orçamentos que tem, dá-nos o melhor que pode. O Lamelas é um clube diferenciado. As pessoas que trabalham no Lamelas trabalham com o coração, com vontade de ajudar, para que não nos falte nada”, enaltece, valorizando ainda o esforço dos adeptos para acompanharem os jogos.

Outra das diferenças entre os campeonatos profissionais e os campeonatos distritais é o ambiente do balneário que, no caso do Lamelas, é partilhado com pessoas com as quais cresceu.

“Por muito que na I Liga e na II Liga se fale do ambiente de família, como este, da distrital, não há. Não há, porque a maior parte dos clubes são feitos por gente que se conhece há muitos anos”, esclarece.

Ainda sem decisões tomadas quanto à temporada 2023/24, Licá admite mudar de clube se “aparecer uma coisa muito melhor, muito superior” ao Lamelas.

“Se for uma coisa em que a diferença não seja muito grande, em termos de campeonato e de estrutura, o Lamelas será sempre a minha primeira opção”, reitera.

Partilhar
Autor
Picture of Notícias de Viseu
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu é um órgão de informação regionalista, independente, livre de influências políticas, económicas, religiosas ou quaisquer outras, votado à prática de uma informação cuidada, verdadeira e objetiva.

Novidades

1
Rossio Viseu
Prejuízo de 1,5 ME nos transportes públicos leva Câmara de Viseu a abrir concurso
2
espetáculo teatro
Boneca com inteligência artificial promove reflexão sobre abuso sexual em Viseu
3
pexels-blooddrainer-566496
Mata do Fontelo, em Viseu, vai ser classificada monumento nacional 
4
espetáculo teatro
Festival de Teatro Jovem e Amador de Viseu arranca na sexta-feira

Artigos relacionados

Visita e protocolo Recreio 1
bottle-2032980_1280
thomas-thompson-KEWVZAwkLxQ-unsplash
Académico_de_Viseu
Entre em contacto

+351 232 087 050
*Chamada para rede fixa nacional

geral@noticiasdeviseu.com
publicidade@noticiasdeviseu.com

Avenida do Convento nº 1, Complexo Conventurispress, Orgens 3510-674 Viseu

Subscrever Newsletter
Procurar
Últimas notícias
Visita e protocolo Recreio 1
Câmara de Tondela apoia obras em edifício que acolherá creche no Caramulo
bottle-2032980_1280
Município de Lamego melhora desempenho das estações de tratamento de água
thomas-thompson-KEWVZAwkLxQ-unsplash
Associação do Dão lança projeto turístico que permite experiências rurais
Académico_de_Viseu
Rui Ferreira é o novo treinador do Académico de Viseu