Moimenta da Beira recebe apoio da APA para minimizar impacto da “seca severa”

290

A Câmara Municipal de Moimenta da Beira e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) assinaram hoje um protocolo para colaboração técnica e financeira à autarquia, no valor de 190 mil euros.

“É um protocolo de Colaboração Técnica e Financeira, no valor de 190 mil euros, para intervenções de emergência para minimizar os impactos da seca severa no concelho de Moimenta da Beira”, explica a autarquia.

Num comunicado de imprensa, o presidente do Município de Moimenta da Beira, Paulo Figueiredo, considera que este apoio financeiro “vai traduzir-se num conjunto de ações” que a autarquia “levará imediatamente a cabo”.

“Ações para reduzir o forte impacto da seca severa no concelho, designadamente na instalação de um sistema de gestão e monitorização das captações, reservatórios e redes; na aquisição e instalação de válvulas redutoras de pressão”, descreve.

Paulo Figueiredo acrescenta ainda que vai apoiar “nas compras de um camião-cisterna usado, para transporte de água de abastecimento, e de uma míni giratória para apoio na reparação de roturas de água”.

“Apesar da complexidade dos trabalhos com a obsoleta rede de águas, o ritmo das obras de reparação e substituição será célere e eficaz”, assegura, no comunicado de imprensa, o presidente da Câmara.

O protocolo foi assinado pelo presidente da Câmara Municipal de Moimenta da Beira, Paulo Figueiredo, e pelo vice-presidente do conselho diretivo da APA, José Carlos Pimenta Machado da Silva, nos Paços do Concelho.