Académico de Viseu arranca vitória ao Varzim com golo tardio

266

O Académico de Viseu venceu hoje o Varzim, por 2-1, em partida da 16.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol, em que um golo tardio de Jean Patric acabou por desequilibrar.

O avançado dos viseenses marcou o tento que resgatou a vantagem da equipa no último lance do encontro, aos 90+5, já depois do companheiro João Oliveira ter inaugurado o marcador, aos 37, e Stanley ter feito o golo do empate para os poveiros, aos 85.

Com este resultado, o Académico de Viseu, que não vencia há três jogos, sobe, à condição, para o oitavo lugar, agora com 21 pontos, enquanto o Varzim, que não perdia há seis jornadas, não conseguiu isolar-se no terceiro posto, seguindo em quarto, com 26.

Apesar de ambos os conjuntos terem no início da próxima semana compromissos dos quartos de final da Taça Portugal – os poveiros enfrentam o FC Porto e os viseenses jogam com o Canelas -, as duas equipas entraram com um ritmo forte no encontro

A formação viseense conseguiu surpreender o adversário, com incursões cirúrgicas que quase renderam golos nos instantes iniciais, num remate de Patric, ao poste, logo aos 4 minutos, e num tiro de Bruninho, aos 14, que saiu um pouco lado.

O Varzim demorou a recalibrar a equipa, mas, paulatinamente, foi apostando na velocidade e em boas trocas de bola, para se instalar no meio-campo contrário, embora não disfarçando dificuldades na definição final, sobretudo quando aos 30 Lumeka, isolado, não conseguiu superar o guarda-redes do Académico, e na insistência, Leonardo Ruiz, com a baliza à mercê, atirou para cima.

A resposta da formação de Viseu à pressão contrária revelou-se letal, e, aos 37 minutos, João Oliveira aproveitou uma perda de bola dos poveiros e encontrou espaço para um remate indefensável, que inaugurou o marcador.

Os donos do terreno conseguiram reagir no segundo tempo, assumindo então o controlo do desafio, mas voltando a mostrar debilidades na finalização, com Caetano, aos 74 a atirar o poste.

Pouco depois, Lumeka foi travado na área viseense, numa falta que pareceu ser passível de grande penalidade, mas que o árbitro do encontro não sancionou, espoletando muitos protestos dos jogadores poveiros, que levaram à expulsão do capitão Luís Pedro, aos 80.

Mesmo em inferioridade numérica, o Varzim ainda resgatou o empate, aos 85, num desvio de Stanley, após cruzamento de Christophe.

No entanto, com a equipa algo descompensada, os poveiros não resistiram à reação do Académico de Viseu, que, no último lance do encontro, numa jogada de insistência de Jean Patric, chegou ao 2-1 final.

Jogo no Estádio do Varzim SC, na Póvoa de Varzim.

Varzim – Académico Viseu, 1-2.

Ao intervalo: 0-1.

Marcadores:

0-1, João Oliveira, 37 minutos.

1-1, Stanley, 85.

1-2, Jean Patric, 90+5.

Equipas:

– Varzim: Serginho, João Amorim, Luís Pedro, Hugo Gomes, Tiago Cerveira, Christophe, Rui Moreira (Caetano, 54), Baba Sow, Frederic (Stanley, 67), Leonardo Ruiz e Lumeka (Zé Diogo, 85).

(Suplentes: Isma, Alan Henrique, Zé Diogo, Caetano, Stanley, Gonçalo e Pedro Ferreira).

Treinador: Paulo Alves.

– Académico Viseu: Janota, Tiago Almeida, Pica, Mathaus, Jorge Miguel, Diogo Santos, Bruninho (Bruno Loureiro, 86), João Oliveira, Jean Patric, João Mário e Latyr Fall (Carter, 90+2).

(Suplentes: Ricardo Fernandes, Edgar Abreu, Carter, Lucas, Bruno Loureiro, Filipe Sena).

Treinador: Rui Borges

Árbitro: José Rodrigues (AF Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Rui Moreira (3), Diogo Santos (78), Leonardo Ruiz (80), Luís Pedro (80), Tiago Cerveira (90). Cartão Vermelho direto para Luís Pedro (80.

Assistência: cerca 1500 espetadores.