Vouzela beneficia de 137 mil euros para combater seca e desassorear o Rio Zela

O concelho de Vouzela vai ter cerca de 137 mil euros (mais IVA) para concretizar medidas de combate à seca e para desassorear o Rio Zela, no âmbito de protocolos celebrados com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

Durante a cerimónia de assinatura dos protocolos, o presidente da Câmara de Vouzela, Rui Ladeira, explicou que este montante “vai permitir ter recursos para fazer mais captações de água” e “garantir a compensação aos bombeiros voluntários”, que “fizeram um trabalho inexcedível, sem garantias de que pudessem ser compensados”.

No âmbito do protocolo de minimização dos efeitos da seca, está prevista a criação de seis novas captações de água no parque de campismo e nas localidades de Vilharigues (duas), Covas, Meã e Chãs, que representam um investimento de 49.799 euros (mais IVA).

Para compensar os bombeiros voluntários pelo transporte de água para abastecimento público, o protocolo atribuiu 25 mil euros (mais IVA).

Rui Ladeira disse que, apesar dos “problemas graves de falta de água” sentidos no verão, não houve “uma família a ligar para o município a queixar-se de falta de água no sistema”.

“Houve determinação, abnegação, por parte de toda a equipa do município e de outros intervenientes, em particular dos nossos bombeiros, que nos ajudaram todos os dias, de dia e de noite, a fornecer água aos depósitos para garantir que não faltasse”, frisou.

Hoje, foi também celebrado um protocolo com vista à regularização e desassoreamento do rio Zela, no troço entre a ponte do caminho de ferro e a Santa Casa da Misericórdia, que prevê a verba de 62 mil euros (mais IVA).

Rui Ladeira lembrou que, nos incêndios de outubro de 2017, ardeu 73% do território deste concelho do distrito de Viseu, o que teve impactos nos recursos hídricos, tendo o Rio Zela sido “o mais impactado”.

Destinado ao troço mais urbano do Rio Zela, o protocolo visa o seu desassoreamento, o melhoramento do leito e a recuperação das margens.

O autarca agradeceu o empenho da APA e lembrou as “dores de quem viveu períodos muito difíceis”.

No seu entender, Vouzela foi um dos concelhos em que os incêndios de outubro de 2017 tiveram “maior impacto na vida e no património das pessoas”.

“Portanto, esta região merece ter este tipo de protocolos, para garantir que rapidamente recuperamos”, sublinhou.

Partilhar
Autor
Picture of Notícias de Viseu
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu é um órgão de informação regionalista, independente, livre de influências políticas, económicas, religiosas ou quaisquer outras, votado à prática de uma informação cuidada, verdadeira e objetiva.

Novidades

1
Académico_de_Viseu
Rui Ferreira é o novo treinador do Académico de Viseu
2
espetáculo teatro
Boneca com inteligência artificial promove reflexão sobre abuso sexual em Viseu
3
pexels-boom-12585940
Jornalistas desportivos distinguem Carlos Lopes por mérito internacional
4
pexels-blooddrainer-566496
Mata do Fontelo, em Viseu, vai ser classificada monumento nacional 

Artigos relacionados

Visita e protocolo Recreio 1
bottle-2032980_1280
thomas-thompson-KEWVZAwkLxQ-unsplash
Prémio Heathy 3
Entre em contacto

+351 232 087 050
*Chamada para rede fixa nacional

geral@noticiasdeviseu.com
publicidade@noticiasdeviseu.com

Avenida do Convento nº 1, Complexo Conventurispress, Orgens 3510-674 Viseu

Subscrever Newsletter
Procurar
Últimas notícias
Visita e protocolo Recreio 1
Câmara de Tondela apoia obras em edifício que acolherá creche no Caramulo
bottle-2032980_1280
Município de Lamego melhora desempenho das estações de tratamento de água
thomas-thompson-KEWVZAwkLxQ-unsplash
Associação do Dão lança projeto turístico que permite experiências rurais
Académico_de_Viseu
Rui Ferreira é o novo treinador do Académico de Viseu