Seca: Tábua implementa medidas de poupança no consumo de água

414

A Câmara Municipal de Tábua, no interior do distrito de Coimbra, reduziu as regas dos jardins públicos para uma por dia e vai avançar com outras medidas para poupar no consumo de água, foi hoje anunciado.

O município de Tábua promoveu um estudo para identificar medidas a nível local para poupar água em espaços públicos e mitigar os efeitos da seca.

Nesse sentido, de modo concretizar algumas medidas identificadas no estudo em curso, a autarquia “já está a proceder a alterações para que os referidos objetivos sejam alcançados”, referiu a Câmara Municipal de Tábua, numa nota de imprensa enviada à agência Lusa.

Uma dessas alterações prende-se com o sistema de rega dos jardins públicos, tendo o município reduzido o número de regas diárias, “num momento inicial de cinco para três, e, a partir de hoje, para uma rega por dia, ao mesmo tempo que é diminuído o período de tempo em que a mesma ocorre”.

Outra das medidas que já foi iniciada é a instalação de um sistema de rega gota a gota nos locais em que tal é possível e aconselhado, bem como reforçado o sistema de monitorização do desperdício de água.

“A conjugação destas medidas permitirá uma significativa e imediata poupança no consumo de água para rega de jardins públicos”, lê-se na mesma nota.

O município de Tábua deu ainda nota de que vão ser plantadas novas espécies arbóreas, mais resilientes ao calor e menos exigentes em termos de consumo de água.

No âmbito do estudo estão a ser identificadas outras medidas a colocar em prática “brevemente”, tais como a instalação de torneiras redutoras de consumo de água em espaços e edifícios públicos ou de redutores de caudal.

Outra das ações passa pela suspensão temporária de usos não essenciais de água da rede, numa ação concertada e articulada com a empresa Águas do Planalto – concessionária do sistema público de abastecimento e distribuição de água dos municípios de Tábua (distrito de Coimbra) e de Carregal do Sal, Mortágua, Santa Comba Dão e Tondela (distrito de Viseu).

A Câmara Municipal de Tábua pretende, desta forma, dar um “claro sinal de uma atitude pró-ativa, face à crescente preocupação que o prolongado período de seca está a causar no nosso país, promovendo medidas de poupança efetiva”, concluiu.