RICARDO LOUREIRO NO PÓDIO NA RAMPA DO CARAMULO

276

Ricardo Loureiro ao volante do seu Ford Escort esteve em grande plano no passado fim de semana na Rampa do Caramulo, onde o piloto correu “ em casa”, conseguindo ir ao pódio, na 3º posição, que caso não tivesse o “encontro imediato” com os rails na ultima subida poderia ter chegado à 2ª posição.

Mas logo no warm up 1 , Ricardo Loureiro começa muito bem fazendo logo toda a extensão da Rampa do Caramulo em 1.40.782 à média de 101,80 km/h, assegurando logo a liderança da sua categoria. Logo na 1ª subida de treinos o piloto do Caramulo Racing Team, acaba por fazer um brilhante crono com 1.38.316 à média de 104,35 km/h, consolidando assim a liderança em termos do Campeonato Portugal de Clássicos de Montanha. Para a 2ª subida de treinos, continua a melhorar os seus tempos fazendo 1,37,622 à média de 105,09 km/h, passando a estar classificado na 2ª posição  em termos de categoria.

Para completar o programa de subidas do dia de sábado faltava apenas a 1ª subida oficial de prova, onde Ricardo Loureiro faz um excelente crono de 1.36.185 à média de 106,66 km/h, mantendo a 2ª posição em termos de categoria.

Apos uma noite de pausa, no domingo de manha, a Rampa do Caramulo estava envolvida pelo nevoeiro, chegando a chover em partes da rampa , e assim Ricardo Loureiro não faria a subida da warm up, para logo de seguida marcar presença na derradeira subida de treinos, onde não conseguiu melhor do que 1.59.015, isso motivado pelas difíceis condições atmosféricas com pisos escorregadio e nevoeiro em algumas partes do percurso da rampa do Caramulo, tudo isso feito à média de 86,20 km/h, passando assim a ocupar a 33ª posição em termos da sua categoria.

Faltando apenas  as duas  subidas oficiais de prova, na 2ª subida acaba por alcançar um crono de  1.44.978 à média de 97,73 km/h, para logo de seguida disputar a 3ª e ultima subida, onde a sorte foi deveras madrasta para o piloto do Caramulo Racing Team, que estava  a fazer uma boa subida,. E numa das curvas, com uma aderência mais precária, acaba por escorregar indo bater no rail, provocando alguns estragos na carroçaria do Ford EScort e encerrando assim a sua actuação na Rampa do Caramulo.

Depois de ter ido ao pódio para receber o seu trofeu, Ricardo Loureiro fez -nos o resumo desta jornada dizendo “ não correu mal de todo, o carro está bem melhor do que esteve  na rampa de Santa Marta, e isso viu-se nos tempos que fiz. Depois no domingo com a mudanças das condições atmosféricas, bem  tentei continuar a tentar andar mais depressa, e depois na ultima subida, uma curva mais escorregadia, acabei por bater, arrisquei e não petisquei, é assim a lei da vida. Mesmo assim estou satisfeito, com os préstimos do carro, e foi um 3º lugar, penso que para chegar ao segundo lugar seria possível, mas era arriscar em demasia, e para todos os efeitos o meu amigo e adversário Flávio Sainhas está a participar , mas não está inscrito no Campeonato, por isso não me retira pontos, apenas a taça para esse lugar, nada mais. Agora há que pensar  na rampa de Boticas, para marcar uma presença forte, com o intuito de vencer a mesma em termos de categoria, “, conclui o piloto do Caramulo Racing Team.

CLASSIFICAÇÃO FINAL CAMPEONATO PORTUGAL CLÁSSICOS DE MONTANHA

 

1º Caramulo Racing  Team – Fernando Salgueiro -. Ford  Escort

2ºFlávio Sainhas – Ford Escort

3º CARAMULO RACING TEAM – RICARDO LOUREIRO – FORD ESCORT