Regresso da rubrica 12 MESES 12 PEÇAS com o tema “A Casa na coleção de pintura contemporânea”

221

Num prolongamento natural do ciclo dedicado à coleção de desenho, com exemplares datados dos séculos XIX e XX, a que mensalmente foi dado relevo nas plataformas digitais, 12 meses 12 peças, reserva-se espaço, em 2021, à surpreendente e esquecida coleção de pintura contemporânea.

Formada em circunstâncias e tempos distintos, a partir de meados do século XX, a coleção incorpora um conjunto muito heterógeno e esparso, que ultrapassa uma centena de exemplares, resultante de doações várias. Alguns, com origem na oferta de espólios de que faziam também parte outras tipologias de objetos, como mobiliário, cerâmica, numismática, gravura e desenho, entre outras, de que são exemplo, o legado do antigo deputado por Lamego e ministro, Vasco de Vasconcelos, e a doação proveniente da Vila Ferraz, em Lamego; e outros, como oferta dos seus autores, no contexto de exposições temporárias realizadas no museu, na segunda metade do século XX, conferindo a todo o conjunto um caráter muito particular.

Mais recentemente, as pinturas provenientes do legado de Ana Maria Pereira da Gama (2012) e da doação de António Metelo Seixas (2013) permitiram melhor enformar a coleção, no que respeita à identificação de assuntos, escolas e correntes artísticas dominantes, e alargar o horizonte dos autores representados a nomes de maior visibilidade.

A nortear a escolha dos 12 exemplares, que serão divulgados ao longo do ano, o tema «A CASA», que os mesmos evocam, seja de forma direta, pelo assunto abordado, seja pelo contexto da sua produção e o espaço que lhes foi destinado, a remeter para a intimidade do espaço doméstico, ao qual sempre regressamos, seja em tempos de pandemia ou não.

 

Para mais informações, consulte o site do Museu de Lamego, em https://museudelamego.gov.pt/investigacao/12-meses-12-pecas-a-casa/.