Prejuízos da Sonae Capital duplicam em 2019 para 12,3 ME

Os prejuízos da Sonae Capital agravaram-se em 2019 para 12,3 milhões de euros, que comparam com 6,04 milhões de euros negativos no ano anterior, o que reflete sobretudo o impacto da venda da participação da Race.

Em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Sonae Capital informa que “o resultado líquido foi de 12,3 milhões de euros, refletindo principalmente o efeito contabilístico ‘non cash’ associado à venda da participação da RACE”.

“Excluindo este efeito, a evolução do resultado líquido teria sido positiva face ao ano anterior, onde o valor registado foi de seis milhões de euros negativos”, refere a empresa liderada por Miguel Gil Mata.

No mesmo período, o EBITDA consolidado aumentou 9,9%, para 38,1 milhões de euros.

Já o volume de negócios consolidado atingiu 300 milhões de euros em 2019, um crescimento de 27,3% face ao ano anterior.

Por seu lado, o volume de negócios das unidades de negócio situou-se em 269 milhões de euros, valor que traduz um aumento de 46,5% em relação ao ano anterior, sendo realçado “o crescimento de dois dígitos nos segmentos de hotelaria e fitness e de três dígitos no segmento de energia (dada a integração da Futura Energía Inversiones).

Na unidade de ativos imobiliários é de destacar o crescimento de 12,6% do Troia Resort, que reforça o crescimento de 7,4% registado nas Operações de Troia.

O investimento da empresa aumentou 58,6% para a 51,7 milhões de euros em 2019 face ao ano anterior, impulsionado por aquisições na área da energia – a Futura Energía Inversiones por 6,2 milhões de euros -, do fitness, que inclui a aquisição da cadeia Urban Fit, e pela construção de uma central de cogeração alimentada a biomassa, no valor de 27,4 milhões.

Segundo o presidente executivo da Sonae Capital, citado no comunicado, “o projeto de construção da central termoelétrica a biomassa florestal residual, em Mangualde, entrou na sua fase final e mantém-se em linha com o previsto, tanto em cumprimento de prazo, como de montante de investimento”.

No segmento de fitness (Solinca, Pump e One), a Sonae Capital detém 37 clubes e mais de 104 mil sócios ativos, o que representa um crescimento de 21,6% face ao ano de 2018.

Em 31 de dezembro de 2019, o bloco de ativos imobiliários do Grupo Sonae Capital ascendia a 324,6 milhões de euros, refere a empresa no comunicado ao mercado.

Partilhar
Autor
Picture of Notícias de Viseu
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu é um órgão de informação regionalista, independente, livre de influências políticas, económicas, religiosas ou quaisquer outras, votado à prática de uma informação cuidada, verdadeira e objetiva.

Novidades

1
Académico_de_Viseu
Rui Ferreira é o novo treinador do Académico de Viseu
2
Rossio Viseu
Prejuízo de 1,5 ME nos transportes públicos leva Câmara de Viseu a abrir concurso
3
espetáculo teatro
Boneca com inteligência artificial promove reflexão sobre abuso sexual em Viseu
4
pexels-boom-12585940
Jornalistas desportivos distinguem Carlos Lopes por mérito internacional

Artigos relacionados

Visita e protocolo Recreio 1
bottle-2032980_1280
thomas-thompson-KEWVZAwkLxQ-unsplash
Prémio Heathy 3
Entre em contacto

+351 232 087 050
*Chamada para rede fixa nacional

geral@noticiasdeviseu.com
publicidade@noticiasdeviseu.com

Avenida do Convento nº 1, Complexo Conventurispress, Orgens 3510-674 Viseu

Subscrever Newsletter
Procurar
Últimas notícias
Visita e protocolo Recreio 1
Câmara de Tondela apoia obras em edifício que acolherá creche no Caramulo
bottle-2032980_1280
Município de Lamego melhora desempenho das estações de tratamento de água
thomas-thompson-KEWVZAwkLxQ-unsplash
Associação do Dão lança projeto turístico que permite experiências rurais
Académico_de_Viseu
Rui Ferreira é o novo treinador do Académico de Viseu