Porfírio Carvalho (PS) quer “transparência” em Oliveira de Frades

394

O candidato do PS à Câmara de Oliveira de Frades, Porfírio Carvalho, disse hoje à agência Lusa que tem o objetivo de fazer uma gestão transparente e participativa.

“A forma de gestão vai ser completamente diferente daquela que tem existido. Queremos uma gestão transparente, sem nada a esconder. Temos perspetiva de uma administração aberta, transparente, clara, através da qual toda a gente tenha acesso aos concursos e aos resultados”, assumiu Porfírio Carvalho.

O candidato socialista é já repetente na candidatura à presidência do município, tendo conquistado nas duas vezes o lugar de único vereador da oposição, tanto em 2009 como em 2013.

Agora, “o desejo é ganhar a Câmara, para ver se o ditado se confirma, de que à terceira é de vez”.

“Acredito que toda a conjuntura atual nos é favorável. O grupo que teoricamente é independente ganhou as últimas eleições, em 2017, e acabou com um ciclo que existia e que as pessoas já estavam cansadas e, por isso, esse grupo capitalizou votos de todos os partidos”, considerou.

Agora, “está na hora de cada um regressar a sua casa, até porque esse grupo já cumpriu com o objetivo que tinha, que era destituir o poder existente há tantos anos na Câmara”, porque “já ninguém se revia na equipa que lá estava”.

“Feito isso, é preciso avançar com projetos e destacar o território e as gentes de Oliveira de Frades a nível nacional. É preciso dar a conhecer o concelho, até porque temos muito para mostrar e potenciar”, argumentou.

No entender deste técnico superior do Ministério da Saúde, que conta no seu currículo com “cerca de 15 anos como chefe de divisão da administração geral” da Câmara de Oliveira de Frades, “o concelho tem um potencial que nunca foi verdadeiramente aproveitado e valorizado”.

“Temos um potencial turístico muito grande, uma ruralidade que, hoje em dia, começa a ser muito valorizada até, de certa forma, em desfavor das praias e do litoral e que queremos potenciar para fixar aqui pessoas”, disse.

Porfírio Carvalho acrescentou ainda que “é certo que o concelho tem uma zona industrial forte, mas também é verdade que as pessoas que lá trabalham se vão embora ao final do dia, não residem no município”.

“Queremos fixar esses profissionais cá. Entendemos que esta capacidade empreendedora das pessoas de Oliveira de Frades deve também ser apoiada para que as pessoas criem as suas próprias empresas e se fixem e que criem postos de trabalho”, acrescentou.

Apesar de considerar que “a conjuntura é favorável”, Porfírio Carvalho reconheceu que “é uma luta difícil, porque o PS nunca ganhou a Câmara de Oliveira de Frades”, mas diz acreditar que o seu conhecimento autárquico e a formação que já adquiriu “são uma mais-valia” para conquistar a presidência.

Aos 59 anos, com dois filhos e com três netos, Porfírio Carvalho é licenciado em gestão de recursos humanos, bacharel em administração autárquica e mestre em gestão pública, e tem “ainda o conhecimento adquirido enquanto antigo vereador e chefe de divisão” no município.

Às eleições autárquicas marcadas para 26 de setembro, também se apresenta, para já, João Valério (PSD/CDS-PP).

Dos cinco mandatos, em 2017, foram eleitos três pelo grupo independente Nós Cidadãos, liderado pelo presidente, Paulo Ferreira, com 46,96% dos votos, e dois da oposição do PSD/CDS-PP, com 40,51%. O eleitorado era de 9.077 pessoas e votaram 67,31% dos inscritos.