PICO DA GRIPE NO DISTRITO DE VISEU FOI NA SEMANA DE ANO NOVO

303

O pico da gripe no distrito de Viseu ocorreu no dia 2 de janeiro de 2020, alinhado com o restante país, onde a fase mais severa dos contágios aconteceu na semana da passagem de ano. O surto epidémico na região foi de grau 3 (moderado).

Na maioria do território nacional, o surto epidémico foi de grau moderado (3 em 5), semelhante ao do ano passado, no qual se registaram 3.331 óbitos devido à doença.

As conclusões são do Centro de Estudos e Avaliação em Saúde (CEFAR), da Associação Nacional das Farmácias, confirmando as previsões anunciadas em Dezembro.

As farmácias atendem, em média, 520 mil pessoas por dia. A partir dos dados estatísticos relativos à procura de medicamentos e produtos de saúde para infeções respiratórias, conseguem antecipar a evolução da epidemia em duas semanas. O impacto da epidemia nas urgências hospitalares e nos cuidados primários só acontece mais tarde.

«Esperamos ter contribuído para melhorar a planificação e diminuir o impacto da gripe nos serviços de saúde, assim como para reforçar as atitudes preventivas da população quando isso era mais necessário», declara António Teixeira Rodrigues, diretor do CEFAR.

Atualmente, a atividade gripal está a decrescer em todo o país.

«O objetivo das farmácias é colaborar com as autoridades de saúde nos grandes objetivos de Saúde Pública. No caso da gripe, o primeiro alerta só é possível a partir dos nossos sistemas de informação. O “Despertador das Farmácias” é para nós uma questão de responsabilidade e de compromisso», conclui Humberto Martins, diretor para a área profissional da ANF.