Ordem dos Médicos do Centro aplaude adesão massiva à vacinação contra a COVID-19

1147

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, na sequência dos números que revelam a percentagem de população vacinada contra a COVID-19, manifesta “profundo reconhecimento” pelo trabalho e dedicação dos médicos e de todos os profissionais envolvidos no maior plano nacional de vacinação de sempre. A região Centro tem 79 centros de vacinação contra a COVID-19.

“O trabalho que os médicos de família têm desenvolvido tem sido imprescindível para o êxito do processo de vacinação. Nas visitas que efetuámos aos centros de vacinação da região Centro, observámos o empenho, a dedicação, a entrega dos médicos de família. É um orgulho imensurável para Portugal, e para a região Centro, que já alcançou a meta europeia de 70 por cento da população vacinada.”, sublinha o presidente da Secção Regional do Centro. Refira-se que, de acordo com dados avançados pela Direção-Geral da Saúde, a regiões Centro (80 por cento) é das mais avançadas neste processo, logo a seguir ao Alentejo que lidera este ranking.

Afirma também que “apesar do processo de vacinação nalguns hospitais da região Centro se ter iniciado com irregularidades, é com satisfação que testemunhamos que a Administração Regional de Saúde do Centro, os Agrupamentos de Centros de Saúde, as Unidades Locais de Saúde, os seus médicos e os profissionais em geral desenvolveram um esforço notável em prol da ciência, da proteção das pessoas, colocando a região Centro na dianteira da vacinação em Portugal”.

Carlos Cortes expressa ainda “profundo sentido de agradecimento a toda a população, designadamente aos mais jovens e adolescentes que superaram todos os receios e acorreram aos centros de vacinação da região Centro e do resto do País de forma expressiva”. Assinala: “Estamos no patamar cimeiro da vacinação mundial, quer pela magnífica organização liderada pelo Vice-almirante Henrique Gouveia e Melo e a sua task force da vacinação quer pela adesão da população”.

Recorde-se que a SRCOM, desde a primeira hora deste processo e sob o lema “Proteger o Futuro”, tem levado a cabo uma campanha de sensibilização sobre a vacinação contra a COVID-19 para transmitir tranquilidade e segurança. “A vacinação é absolutamente fundamental”, expressa Carlos Cortes, “e este êxito é um ato coletivo de solidariedade e de preocupação com os outros”.