Oliveirense venceu em Viseu e respira melhor na II Liga de futebol

350

A Oliveirense venceu hoje em fora o Académico de Viseu, por 2-1, em jogo da 16.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol, afastando-se dos lugares de despromoção, num encontro que se iniciou com 30 minutos de atraso.

O gelo no relvado do Fontelo obrigou ao retardamento do início da partida, com a Oliveirense a adiantar-se logo aos cinco minutos, por Ono, com Raniel, aos 77, a dar o triunfo aos visitantes, já depois de os viseenses terem empatado por Diogo Santos (24).

Ainda a frio, a Oliveirense aproveitou a apatia da defesa contrária para se adiantar no marcador, por Ono, aos cinco minutos, após um passe de Filipe Gonçalves.

Numa primeira parte em que prevaleceu a eficácia, o Académico de Viseu empatou aos 24 na sequência de um canto, com Diogo Santos de cabeça, a bater Arthur.

Os beirões voltaram a ameaçar aos 43 minutos, com Zimbabwe em boa posição, a cabecear sem oposição, mas ao lado.

No segundo tempo, Pedro Duarte trocou Joel por Luisinho, e o Académico de Viseu tornou-se mais perigoso e chegou a marcar, por Ayongo, aos 63 minutos, mas o golo foi anulado por falta sobre Raniel.

Numa altura em que os beirões dominavam, aos 77 minutos, a Oliveirense chegou ao segundo golo, na sequência de um canto, com Raniel a aproveitar uma bola mal aliviada pela defesa dos viseenses e a empurrar para o fundo da baliza, perante os protestos dos jogadores do Académico que alegaram que teria sido havido braço na bola.

Até final, e já numa fase de desespero, os comandados de Pedro Duarte apostaram no futebol direto e, num desses lances, aos 90 minutos, Ayongo, num pontapé acrobático, esteve perto do empate, mas a bola saiu por cima da baliza.

A Oliveirense interrompeu uma série de quatro jogos sem perder dos viseenses na II Liga e com o triunfo subiu provisoriamente ao 12.º lugar, com 17 pontos, enquanto o Académico de Viseu desceu para a 15.ª posição, com 16.

Jogo no Estádio Municipal do Fontelo, em Viseu.

Académico de Viseu – Oliveirense, 1-2.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

0-1, Ono, 05 minutos.

1-1, Diogo Santos, 24.

1-2, Ranier, 77.

Equipas:

– Académico de Viseu: Ricardo Fernandes, Tiago Mesquita, Pica, Filipe, Jorge Miguel, Diogo Santos, Zimbabwe (Carter, 79), Paná (Fernando Ferreira, 68), Joel (Luisinho, 46), João Vasco (Yuri Araújo, 68) e Ayongo.

(Suplentes: Janota, Fábio Santos, Puch, Yurí Araújo, Jeremias Puch, Carter, Fernando Ferreira, Bondoso e Luisinho).

Treinador: Pedro Duarte.

– Oliveirense: Arthur, Leandro, Raniel, Steven Pereira, Leo Bahia, Ono (Machado, 73), Filipe Gonçalves, Oliveira (Luiz Henrique, 90+4), Bortoluzo (Thalis, 62), Jorge Teixeira e Lima (Dionathã, 73).

(Suplentes: Coelho, Machado, Sele Davou, Pedro, Dionathã, Hugo Oliveira, António Gomes, Thalis, Luiz Henrique).

Treinador: Raul Oliveira.

Árbitro: Bruno Rebocho (AF Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Paná (145), Ayongo (21), Joel (38), Ono (44), Leo Bahia (82), Fernando Ferreira (83), Jorge Miguel (90), Leandro (90+2).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.