Obra “O Osso da Água” vence Prémio de Poesia Judith Teixeira 2020

358

Otildo Justino Guido é o vencedor do prémio atribuído pelo Município de Viseu e pela editora Edições Esgotadas, através da Biblioteca Municipal D. Miguel da Silva

 

Otildo Justino Guido é o vencedor da edição de 2020 do Prémio de Poesia Judith Teixeira, que galardoa bienalmente uma obra de poesia escrita em língua portuguesa.

O autor premiado tem 22 anos de idade e é de nacionalidade moçambicana. “O Osso de Água” é o título da obra vencedora do concurso. Receberá um prémio monetário de 2.500 Euros e a sua obra será publicada pela Edições Esgotadas.

Durante o período de candidaturas, entre 17 de agosto e 15 de setembro, a Biblioteca Municipal D. Miguel da Silva recebeu 204 obras de poesia, vindas de vários países de língua portuguesa como Brasil, Moçambique, Angola e Cabo Verde, entre outros.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, António Almeida Henriques, “realizar este prémio em ano de pandemia tem um significado especial. É uma declaração em nome da esperança. Atribuí-lo a um autor moçambicano reforça esse sentido e o da fraternidade da comunidade de língua portuguesa”.

Instituído pela Câmara Municipal de Viseu, em parceria com a editora Edições Esgotadas, o Prémio de Poesia Judith Teixeira visa premiar uma obra de poesia, original e inédita, escrita em língua portuguesa.

A iniciativa visa homenagear a vida e obra da escritora Judith Teixeira, nascida em Viseu a 25 de janeiro de 1880, assim como estimular a criação cultural e literária, procurando auxiliar os autores no acesso à edição das suas obras.