“O Património somos nós!” – Encontro de Grupos de Canto a Vozes

261

No âmbito da candidatura do Canto Polifónico Feminino a Património Cultural e
Imaterial da Humanidade, irá decorrer no próximo dia 1 de março, pelas 15h00, uma
Mesa Redonda sob o título “O Património somos nós”, no Centro Cultural de Viana do
Castelo, onde estará representado o concelho de Oliveira de Frades, através de vários
grupos de canto: Grupo Vozes D´Aldeia, Rancho Folclórico de S. João da Serra, Grupo
de Covelo de Arca e Grupo de Varzielas.
Trata-se de um Encontro de grupos de canto a vozes que visa debater a inscrição desta
manifestação na matriz do Património Cultural Imaterial da Humanidade e que irá
contar com diversos grupos não só da região de Lafões, mas do norte e centro do país,
que cantam a três e mais vozes um repertório legado pela sociedade agrária tradicional
com diferentes designações locais: cramol, terno, lote, cantada, cantedo, cantarola,
moda ou cantiga.
Cantado por grupos de mulheres ou mistos, este canto é, no século XXI, uma expressão
artística e um património imaterial que vincula as mulheres e homens no combate à
vulnerabilidade das comunidades onde residem, reforça a identidade local e desoculta o
papel das mulheres nos processos e práticas culturais. É cultivado no centro e norte de
Portugal há sucessivas gerações e encontra-se em comunidades e(ou) grupos
geograficamente distantes, mas que de alguma forma tiveram ao longo da sua história
contacto com essas práticas performativas.