Museu de Lamego recebe acervo fotográfico inédito da campanha eleitoral de Humberto Delgado

O Museu de Lamego recebe no próximo domingo uma doação de Miguel Ramalho que consiste no acervo fotográfico da campanha de Humberto Delgado, no norte do país, às eleições presidenciais de 1958, disse hoje à agência Lusa a diretora.

Este acervo, que tem por base as imagens captadas pelo fotógrafo Boaventura dos Santos, chega ao museu “pelas mãos de um doutor e professor de História, Miguel Ramalho, que é do concelho de Lamego e [que se] tem dedicado ao estudo da História Contemporânea de Portugal, no século XX”, adiantou à Lusa a diretora do museu, Alexandra Falcão.

Trata-se de “um conjunto de 71 fotografias, positivos, originais positivos, a preto e branco da viagem que o general Humberto Delgado fez em 1958, no norte do país, em contexto de campanha para as eleições presidenciais”, como candidato da oposição democrática, prossegue a diretora do Museu de Lamego.

O conjunto inclui registos inéditos, nunca expostos em público, da campanha eleitoral nos distritos de Vila Real e Viseu, mais especificamente em concelhos como Chaves, Vila Real, Régua, Lamego, Castro Daire e Viseu.

Este espólio fotográfico, agora doado por Miguel Ramalho, “também lhe tinha sido oferecido pelos herdeiros do autor das fotografias, que acompanhou a viagem do general e tinha um estúdio em Lamego”, a Foto Moderna.

A diretora contou que “a família desse fotógrafo”, Boaventura dos Santos, “sabia da relação de amizade e do objeto de estudo do professor Miguel Ramalho, que, entretanto, publicou um livro” sobre a campanha “e agora achou por bem doar estes originais ao museu”.

Alexandra Falcão refere-se ao livro “As Eleições de 1958. Humberto Delgado na Campanha do Norte”, que acompanha o General sem Medo exatamente nos concelhos de Chaves, Vila Real, Lamego, Castro Daire e Viseu, e que é assinado em parceria por Miguel Nunes Ramalho com a historiadora Teresa Henrique.

O espólio vai “manter-se numa caixa que protege os positivos, porque não podem estar expostos à luz, mas vai estar protegida e poderá ser acessível de um modo condicionado” ao público.

“Vamos também digitalizar, inventariar e ficarão disponíveis ‘online’ na página do inventário dos museus nacionais”, revelou Alexandra Falcão que, disse, no futuro, “nunca se sabe se poderá percorrer outros museus”.

Este novo acervo do museu, defendeu a diretora, constitui um “testemunho de inequívoco valor documental no que respeita à História de Portugal” durante o período da ditadura do Estado Novo.

A cerimónia da doação, contou Alexandra Falcão, será seguida de uma conferência proferida pelo doador sobre “Eleições 1958 – Humberto Delgado na Campanha do Norte – Roteiro fotográfico”, nome também de um livro de que Miguel Ramalho é coautor com Teresa Henrique.

“Este conjunto de fotografias é um testemunho indiscutível das manifestações de apoio ao candidato da oposição ao regime de Salazar, o General sem Medo”, destacou o Museu de Lamego numa nota de imprensa, referindo-se à capacidade de mobilização patente nas imagens, apesar da repressão da ditadura, à semelhança de outras já conhecidas das ações dessa campanha, citando ainda a obra de Teresa Henrique e Miguel Nunes Ramalho, “As Eleições de 1958. Humberto Delgado na Campanha do Norte” (2008).

O museu indica que Miguel Nunes Ramalho nasceu em Magueija, no concelho de Lamego, distrito de Viseu, em 7 de outubro de 1946, é licenciado e mestre em História Contemporânea, pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa.

Entre outros trabalhos, é autor de programas de ensino de História na Escola Prática da Guarda Nacional Republicana (Queluz) e associado do Centro de Investigação da Academia Militar.

Autor de livros como “Sidónio Pais. Diplomata e Conspirador – 1912-1917” (2.ª edição, 2001) e “A Opressão Salazarista e a Força da Liberdade. Alfredo de Sousa, um resistente” (2007), Miguel Nunes Ramalho foi também observador de diferentes eleições, em Moçambique e na Bósnia-Herzegovina.

Partilhar
Autor
Picture of Notícias de Viseu
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu é um órgão de informação regionalista, independente, livre de influências políticas, económicas, religiosas ou quaisquer outras, votado à prática de uma informação cuidada, verdadeira e objetiva.

Novidades

1
pexels-boom-12585940
Jornalistas desportivos distinguem Carlos Lopes por mérito internacional
2
Académico_de_Viseu
União de Leiria vence Académico de Viseu no fecho da 33.ª jornada da II Liga
3
tribunal
Presidente do grupo Lusiaves absolvido do crime de branqueamento de capitais
4
GNR-carro
Um de três detidos em prisão preventiva por tráfico de droga em Viseu

Artigos relacionados

pexels-los-muertos-crew-8460033 (1)
Académico_de_Viseu
tondela
pexels-blooddrainer-566496
Entre em contacto

+351 232 087 050
*Chamada para rede fixa nacional

geral@noticiasdeviseu.com
publicidade@noticiasdeviseu.com

Avenida do Convento nº 1, Complexo Conventurispress, Orgens 3510-674 Viseu

Subscrever Newsletter
Procurar
Últimas notícias
pexels-los-muertos-crew-8460033 (1)
Urgências pediátricas em Viseu encerradas durante a noite a partir de junho
pexels-boom-12585940
Jornalistas desportivos distinguem Carlos Lopes por mérito internacional
Académico_de_Viseu
Marítimo empata em Viseu e falha acesso ao play-off de subida à I Liga
tondela
AVS perde, mas garante play-off de subida com empate do Marítimo