Mundial2022: Adeptos em Viseu fazem ‘tremer’ centro comercial

590

Centenas de pessoas fizeram ‘tremer’ o chão de um centro comercial em Viseu, onde se reuniram para festejar o apuramento de Portugal para os quartos de final do Mundial2022 de futebol, com uma goleada sobre a Suíça (6-1).

À medida que Portugal marcava mais um golo os festejos aumentavam de volume e de intensidade, ao ponto de fazer ‘tremer’ o chão do centro comercial que, em Viseu, criou duas ‘fanzone’ que acolheram mais de três centenas de pessoas.

Adeptos que formaram um coro afinado, na hora de entoarem o hino nacional, apesar de maioritariamente sentados, e batiam palmas em uníssono nos momentos mais empolgantes do jogo.

Uma unanimidade que faltou no momento em que no ecrã apareceu Cristiano Ronaldo a aquecer, já que se dividiram entre palmas e apupos, que foram repetidas na hora (74 minutos) em que entrou para substituir o viseense João Félix.

Francisca Oliveira foi a única adepta, dos que falaram à agência Lusa, que esteve mais perto do resultado ao prever 4-0, com Gonçalo Ramos a marcar. O avançado natural de Olhão foi aliás o jogador mais vezes citado, ao fazer um ‘hat-trick’.

“Devia ter apostado mais alto! A equipa hoje superou as expectativas, só faltou o golo do capitão, mas fica para a próxima”, disse Francisca Oliveira no final do jogo, num momento em que já só pensa “na vitória frente a Marrocos”, o próximo adversário de Portugal.

Julinho Caitano foi também o único a dizer que a Suíça iria marcar um golo (58 minutos), só não acertou no seu autor, Akanji, como também não previu que Portugal marcasse “tantos”, já que pensou que seriam “só dois”.

“Foi bem melhor do que tinha imaginado. Isto hoje foi muito bom”, reagiu Julinho Caitano, no final do jogo, num momento em que os sorrisos superavam as palavras.

Telma Oliveira, que estava “receosa” no início do encontro, dada a “dificuldade frente à seleção da Suíça, que joga muito bem”, não escondeu a alegria e reconheceu que “não estava à espera de tantos” golos.

“Foi muito importante termos marcado tantos golos, porque isto dá confiança à seleção. Não estávamos à espera e também por isso este resultado é tão bom. Jogámos muito bem, com cabeça e encostámos a Suíça que hoje não jogou como costuma”, defendeu.

Telma Oliveira considerou ainda que a seleção portuguesa tem atletas “para chegar à final e vencer, porque todos os jogadores são muito bons, todos têm capacidades diferentes para em conjunto serem uma equipa vencedora deste mundial”.

Também Daniel Simões, que antes do jogo apontava um tímido 1-0, porque “a Suíça é uma seleção muito boa e o jogo ia ser muito complicado”, acabou por reconhecer que “Portugal deu um bailinho” aos helvéticos.

“Jogaram muito bem. Viu-se que a equipa jovem de Portugal sabe muito de futebol e sabe jogar muito bem, temos equipa para derrotar Marrocos, para ir à final e, não querendo ser muito guloso, para ganhar o Mundial”, assumiu Daniel Simões.

Portugal venceu a Suíça por 6-1, no jogo que fechou os oitavos finais e que se realizou no Estádio de Lusail, num encontro dirigido pelo mexicano César Ramos, e avança para os quartos de final, frente a Marrocos, no Mundial 2022 de futebol.