JURAMENTO DE BANDEIRA NO REGIMENTO DE INFANTARIA 14

301

A 25 de julho, 5 semanas depois do dia da incorporação, 11 Soldados Recrutas (10 do género masculino e um do género feminino feminino) juraram solenemente defender a sua Pátria, numa cerimónia carregada de simbolismo e valor.
O Juramento de Bandeira é a cerimónia que marca o fim da instrução básica e em que os soldados recentemente incorporados juram defender a sua Pátria, se necessário for, com o sacrifício da sua vida. O Juramento foi feito perante o Estandarte Nacional, em parada, e testemunhado por Viriatos, na presença dos familiares convidados.
Esta Cerimónia foi presidida pelo Exmo. Comandante da Brigada de Intervenção – Brigadeiro-General João Carlos Loureiro Magalhães, também um Viriato e que assumiu recentemente aquelas funções de comando.
Pela carga emocional e pelo conteúdo daquilo que nesta cerimónia se jura, o Juramento de Bandeira é, além de uma linha sem retorno, um momento inigualável e inesquecível na vida dos que por ele passaram. Decerto não haverá alguém que tenha jurado bandeira, seja recentemente ou nos tempos da conscrição, que não recorde esse dia com orgulho e sentimento de compromisso.
Hoje, são-no integralmente. Eles poderão contar connosco e a Pátria pode contar com eles.

 

RI 14