Jorge Coelho diz que se sente insultado quando se diz que Viseu é o “cavaquistão”

O socialista Jorge Coelho disse ontem que se sente “insultado” quando dizem que Viseu é o “cavaquistão”, defendendo que os habitantes do distrito não esquecem o passado e não querem voltar a viver nesse tempo.

“Não nos chamem nomes! Nós somes viseenses. Aqui não há cá cavaquistão nenhum, nós somos de Viseu”, exclamou, dizendo sentir-se “insultado” depois de terça-feira à noite Rui Rio ter dito num comício em Viseu que viu o “cavaquistão renascer”, numa referência às grandes votações que o distrito deu ao antigo líder do PSD Aníbal Cavaco Silva.

Falando num comício na praça da República, em Viseu, distrito de onde o antigo ministro socialista é natural, Jorge Coelho disse que todos têm “memória” e não esquecem “o que foi o passado relativamente a esse tempo” em que não quer “voltar a viver”

Referindo-se ainda às ações de campanha de Rui Rio no distrito, Jorge Coelho disse ter lido num jornal que, à chegada a Lamego, confrontando com o facto de “não ter lá ninguém à espera”, Rui Rio justificou a situação dizendo que ninguém sabia que ele ali ia iria estar e que se soubessem que ali iria estaria lá uma “multidão”.

Então, continuou Jorge Coelho, perante a insistência dos jornalistas Rui Rio disse que talvez não estivesse lá ninguém “porque pensavam que era o dr. António Costa”, uma afirmação que, para o socialista, denota “arrogância” e “não fica bem” ao líder de um partido com a história do PSD.

“Eu dou daqui um conselho ao dr. Rui Rio. Oh, r. Rui Rio, pense lá um bocadinho. É que se calhar não estavam mesmo porque sabiam que era o dr. Rui Rio que ia a Lamego. Há essa hipótese, não é”, afirmou, arrancando aplausos e gargalhadas a quem assistia ao comício.

Jorge Coelho aproveitou para dizer que lhe causa “estranheza” o facto de os restantes partidos que se deslocaram a Viseu em campanha se terem “enfiado dentro de instalações fechadas” e que ninguém tenha tido a “coragem” de ir para a “praça central” dizer “o que lhes vai na alma”.

O presidente da federação de Viseu do PS, António Borges, disse também que há a ideia de que o “cavaquistão” é um “estigma negativo que prejudica” o distrito e uma forma de diminuir perante o país aqueles que vivem naquele território.

Assim, defendeu, é também um “desígnio” das eleições do próximo domingo “acabar com esse estigma que tem perseguido e diminuído” o distrito aos olhos do país, o que não significa transformar o “cavaquistão” num “costaquistão”, até porque António Costa “não o deixava”.

 

 

 

 

Lusa

Partilhar
Autor
Picture of Notícias de Viseu
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu é um órgão de informação regionalista, independente, livre de influências políticas, económicas, religiosas ou quaisquer outras, votado à prática de uma informação cuidada, verdadeira e objetiva.

Novidades

1
Visita e protocolo Recreio 1
Câmara de Tondela apoia obras em edifício que acolherá creche no Caramulo
2
bottle-2032980_1280
Município de Lamego melhora desempenho das estações de tratamento de água
3
thomas-thompson-KEWVZAwkLxQ-unsplash
Associação do Dão lança projeto turístico que permite experiências rurais
4
Prémio Heathy 3
Câmara de Tondela recebe prémio Locais de Trabalho Saudáveis

Artigos relacionados

Académico_de_Viseu
Rossio Viseu
espetáculo teatro
pexels-los-muertos-crew-8460033 (1)
Entre em contacto

+351 232 087 050
*Chamada para rede fixa nacional

geral@noticiasdeviseu.com
publicidade@noticiasdeviseu.com

Avenida do Convento nº 1, Complexo Conventurispress, Orgens 3510-674 Viseu

Subscrever Newsletter
Procurar
Últimas notícias
Visita e protocolo Recreio 1
Câmara de Tondela apoia obras em edifício que acolherá creche no Caramulo
bottle-2032980_1280
Município de Lamego melhora desempenho das estações de tratamento de água
thomas-thompson-KEWVZAwkLxQ-unsplash
Associação do Dão lança projeto turístico que permite experiências rurais
Académico_de_Viseu
Rui Ferreira é o novo treinador do Académico de Viseu