Hospital de campanha do Fontelo em Viseu atinge 50% de ocupação

298

O Pavilhão Municipal do Fontelo, que serve de retaguarda ao Centro Hospitalar Tondela Viseu (CHTV), chegou aos 50% de ocupação em duas semanas, entre utentes na medicina e no apoio social, disse hoje à agência Lusa fonte hospitalar.

“O Centro Hospitalar Tondela-Viseu tinha às zero horas de hoje 280 pessoas internadas com covid-19. Destas, 21 estavam na Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) e 259 em enfermaria”, adiantou à agência Lusa fonte hospitalar.

Dos doentes internados em enfermaria, acrescentou, 23 estão na unidade de enfermaria do Fontelo, vulgarmente conhecido como Hospital de Campanha, sob a responsabilidade do CHTV.

Com uma lotação de 60 camas, o Fontelo tem na Estrutura de Apoio de Retaguarda (EAR), sob a responsabilidade da Segurança Social, “mais oito doentes que tiveram alta clínica, mas que, por algum motivo, não podem regressar ao local em que habitam”.

Esta unidade hospitalar e de retaguarda social, a funcionar no pavilhão municipal do Fontelo, recebeu os primeiros doentes infetados por SARS-CoV-2, que provoca a covid-19, no dia 18 de janeiro.

Até às zero horas de hoje, o CHTV registava ainda “108 profissionais infetados e mais 26 em quarentena”, um total de 134 profissionais de saúde indisponíveis.

Nesta terça-feira, foram ainda contabilizados seis óbitos por covid-19, um número que se tem mantido igual nos últimos dias, com exceção para o dia 29 de janeiro que registou 14 mortes relacionadas com a pandemia.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.253.813 mortos resultantes de mais de 103,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 13.017 pessoas dos 731.861 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.