Homem de 37 anos detido em Viseu por alegado abuso de sobrinha menor

744

Um homem de 37 anos foi detido na zona de Viseu por alegados crimes de abuso sexual de uma familiar menor, atualmente com 14 anos, anunciou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

O detido é tio e vizinho da vítima, tendo a denúncia dos factos partido de um Centro de Saúde onde a jovem “foi assistida por suspeitas de gravidez” que não vieram a confirmar-se, disse uma fonte policial à agência Lusa.

Os supostos crimes de abuso começaram na casa da família da menina, numa aldeia dos arredores de Viseu, quando esta tinha 12 anos.

“Para garantir o seu silêncio, o tio ameaçava a vítima e oferecia-lhe algumas guloseimas”, adiantou a fonte.

Foi detido pela PJ na segunda-feira, enquanto a rapariga, membro de “uma família disfuncional e com grandes dificuldades económicas”, foi institucionalizada na sequência do alerta das autoridades de saúde.

Em comunicado, a Diretoria do Centro da PJ informa que o suspeito foi detido “em cumprimento de mandado de detenção emitido pelo Ministério Público”, através do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Viseu.

“Os factos ocorreram num contexto de proximidade familiar”, sendo imputada ao detido a “presumível prática reiterada de crimes de abuso sexual de crianças”, de acordo com a nota.

Desempregado e sem antecedentes criminais, o homem está na tarde de hoje a ser ouvido no Tribunal de Viseu, para aplicação das medidas de coação.