FC Porto e Celta de Vigo consagrados vencedores d’O Coelho Verde

2512

A X edição do Torneio Internacional O Coelho Verde terminou este domingo com o FC Porto e Celta de
Vigo, respetivamente nos escalões de sub-11 e sub-12, a sagrarem-se campeões da denominada “Champions”
do futebol de formação.
Numa competição que juntou em Castro Daire 21 equipas em representação de 14 clubes, foram muitos
os jogos e golos mas principalmente momentos de alegria que “pintaram” não só o Complexo Desportivo como toda a vila de Castro Daire.
Com a presença, de novo, dos emblemas mais representativos do futebol nacional, O Coelho Verde contou nesta décima edição, outra vez, com a participação de várias equipas internacionais.
Em três dias de muita competitividade, foi em tons de azul que no final se fez a festa. No escalão sub-11 o FC Porto revalidou o título ao derrotar na partida decisiva o Benfica por 3-0, com os golos a serem apontados por João Pereira, Duarte Silva e Francisco Fernandes.
Desta forma os dragões revalidaram o título conquistado em 2018.
Neste escalão William Lodmell do Sporting foi considerado o melhor guarda-redes. Rafael Afonso, do Benfica, sagrou-se o melhor marcador com 11 golos apontados, enquanto Tomás Peixoto, do FC Porto, foi
eleito o melhor jogador do torneio.
Já nos sub-12 foi o azul celeste do Celta de Vigo que levou a melhor. Naquela que era a repetição das finais
de 2017 e 2018, o conjunto galego mudou a história e desta vez derrotou o Sporting. Após duas derrotas nos
dois anos anteriores, desta feita o conjunto de Vigo venceu por 2-1 e deu força ao ditado que “à terceira é
de vez”.
Os golos do Celta de Vigo foram apontados por Angel Outerelo e Pablo López, tendo ainda João Correia
reduzido para os leões, num jogo em que a emoção durou até ao último instante.
Neste escalão Borja Gómez foi eleito como o melhor guardião. Rodrigo Carvalho, do FC Porto, com 12
golos, foi o goleador da prova. Já Andrés Vieites levou para casa o galardão de melhor jogador do torneio.
Foram três dias de futebol de qualidade, mas igualmente de bancadas cheias, de apoio incondicional
e de um ambiente fora das quatro linhas de muito fairplay. O nosso bem-haja a todos os que estiveram no Complexo Desportivo de Castro Daire.
Cai desta forma o pano na décima edição do Torneio Internacional O Coelho Verde. Uma edição que não se
resumiu somente aos três dias de competição. Foi um ano de preparação, de planeamento e de muita entrega
de uma equipa fantástica que consegue, ano após ano, superar-se.
O futuro é já amanhã e a XI edição é, a partir de agora, a nossa prioridade. Até 2020.