Espaços inspiradores – Dia da Biblioteca Escolar – 26 de outubro

384

As bibliotecas são espaços essenciais no processo de educação, cultura e informação de uma sociedade e tiveram como objetivos principais estimular o hábito de leitura e preservar o acervo. Com as alterações na sociedade de informação foram-se ajustando e hoje prestam serviços que vão além de serem um «reservatório de livros».

Independentes das suas tipologias todas têm subjacente a promoção da leitura, a partilha de informação e a culturalização do homem. Promover a leitura significa fomentar o gosto de ler, criação de hábitos de leitura e a necessidade de buscar novos conhecimentos.

“A biblioteca é um conjunto de seres humanos que aceita a responsabilidade de tornar o conhecimento útil à sociedade” Archibald MacLeish

As Bibliotecas Escolares eram uma necessidade e tiveram grande adesão por parte das escolas. O que já se fez mostra que é importante continuar que se está no caminho certo. Em Portugal, com a criação da Rede deu-se um enorme passo para a transformação da situação da leitura e das bibliotecas. É preciso ensinar a ler, formar leitores, criar gosto pela leitura. É o futuro das crianças/jovens, da sociedade que nos está e vai obrigar a agir muito mais no investimento das bibliotecas escolares. Pesquisas mostram que as crianças que leem e têm contato com a literatura desde cedo, principalmente se forem acompanhados pelos pais, aprendem e pronunciam melhor as palavras e comunicam muito melhor. Através da leitura, a criança desenvolve a criatividade, a imaginação e adquire cultura, conhecimentos e valores.

As Bibliotecas de Ensino Superior funcionam como verdadeiros Serviços de Documentação não só conservando, mas difundido o conhecimento. Hoje existem as mais variadas plataformas e consórcios que partilham documentação. O Instituto Politécnico de Viseu – Instituição de Ensino Público do Distrito, tem uma panóplia de recursos disponíveis que permitem aceder a Base de dados, catálogos e a bibliotecas digitais indispensáveis a trabalhos de investigação académica. As bibliotecas de Ensino Superior estão já na fase da internacionalização para poderem dar resposta aos investigadores.

As Bibliotecas Públicas modernizaram-se e hoje são espaços multifacetados e atraentes para os utilizadores. Essenciais para a aquisição de hábitos de leitura dispõe de todo o tipo de documentação e realizam atividades de sensibilização à leitura – apresentações de livros, encontros com escritores, debates, horas de conto, itinerância, jornais do dia, etc. O envolvimento da comunidade é, no entanto, essencial, nomeadamente dos pais, professores e das diferentes personalidades com responsabilidades locais a nível político, cultural, económico e social. O Manifesto da UNESCO Sobre Bibliotecas Públicas refere-se à biblioteca pública como uma porta de acesso local ao conhecimento fulcral para o desenvolvimento cultural do indivíduo e dos grupos sociais.

Em 2020, quase metade dos alunos do 3.º ciclo e Secundário (47,5%) vão às bibliotecas escolar fazer trabalhos de casa ou aceder à Internet (37%), mas apenas 16% requisita livros para ler. O estudo sobre as práticas de leitura dos estudantes, coordenado por João Trocado da Mata e José Soares Neves do ISCTE, em parceira com o Plano Nacional de Leitura, revelou que mais de um terço não lê livros por prazer. Um em cada quatro alunos tem menos de 20 livros em casa. Quase 1% respondeu no inquérito não ter um único livro. As raparigas leem mais que os rapazes e o contexto familiar é determinante – quanto mais livros têm em casa mais os alunos vão à biblioteca e requisitam livros.

Os alunos responderam dedicar quase cinco horas por dia a usar o smartphone, tablet (3,23 horas) ou a ver televisão (1,6 horas) mas apenas cerca de 45 minutos a ler. Mais de dois terços assumem participar em “chats”. Apenas um quarto lê notícias online. Apesar das horas passadas a olhar para o ecrã, os alunos continuam a preferir ler em papel.

Os tempos mudam e as bibliotecas não deixam de ser espaços únicos, inspiradores e sedutores. O Dia da Biblioteca Escolar é celebrado na quarta segunda feira do mês de outubro e tem como objetivo destacar a importância das bibliotecas escolares na educação, assim como promover o gosto pela leitura. A data foi comemorada pela primeira vez em outubro de 1999.

As escolas devem promover atividades para o Dia da Biblioteca Escolar como sejam sessões de leitura dos principais livros portugueses, convidar os alunos a trocarem livros entre si, partilhando os livros que mais gostaram de ler e seleção de textos e leitura em contexto de aula.

Uma excelente razão para se dirigir a uma biblioteca e/ou para partilhar o livro da sua vida com outras pessoas e para conhecer novos livros pelos quais se pode apaixonar.

 

 

Texto de vítor santos

(Formador na área das Bibliotecas Escolares)

Desenho de paulo medeiros