Crédito habitação: tudo o que precisa de saber

537

Deseja adquirir uma casa em seu nome? Leia este artigo e confira as condições para ter um crédito habitação em Viseu.

Se está cansado de pagar renda de uma casa e pretende comprar um imóvel, este processo nem sempre é fácil. Pelos custos elevados de muitos imóveis, muitas vezes as suas poupanças não são suficientes e recorrer a um crédito pessoal de habitação passa a ser a solução mais viável. 

 

Dicas antes de escolher um banco

Antes de pedir um crédito de habitação e lhe emprestarem dinheiro, convém que faça uma pesquisa e, por isso, um levantamento de todos os créditos de habitação que existem para escolher a melhor oferta. A Comparamais, permite-lhe comparar todas as opções de crédito pessoal online, facilitando a sua pesquisa. A melhor oferta passa por acarretar menos despesas para si no futuro. 

Também deve recorrer a um crédito que lhe permite alargar o prazo de prestações. O objetivo é que pague prestações muito reduzidas, comparativamente a outros créditos pessoais de curto prazo.

 

As fases 

Um processo de pedido de financiamento à habitação pode demorar ainda algum tempo. Independentemente do tempo, pode sempre contar com estas cinco fases:

  1. Envio de documentação necessária;
  2. Pré-aprovação do crédito para comprar casa;
  3. Avaliação do imóvel em questão;
  4. Realização da escritura de compra e venda;
  5. Aprovação do crédito para comprar casa. 

Os documentos necessários para cada fase são vários. No entanto, alguns deles são:

  • Documento de identificação;
  • Última declaração do IRS;
  • Declaração de rendimentos;
  • Último extrato bancário de cada um dos cartões de crédito (se tiver mais do que um); 
  • Caderneta predial;
  • Planto do imóvel; 
  • Certificado energético;
  • Licença de utilização do imóvel;
  • Escritura da hipoteca. 

Como já foi dito, estes são apenas alguns dos documentos de que vai precisar ao longo do processo. Antes de cada fase, o banco informa-o do que é necessário. 

 

É possível um financiamento a 100%?

A 30 de janeiro de 2018 foi aprovada uma medida em que só permite que os bancos financiem até 90% do valor da escritura da aquisição, sendo que o imóvel que irá ser financiado não pode ter nenhum outro crédito associado. 

Ou seja, o Banco de Portugal recomendou no fundo que o rácio LTV (loan to value) deve ser inferior ou igual a 90%. No entanto, pode adquirir um financiamento de 100% se adquirir um imóvel do banco. 

Assim, se não tem orçamento suficiente para comprar uma casa com um financiamento igual ou inferior a 90%, vá a um balcão de uma instituição bancária ou pesquise na internet os imóveis dos bancos para ver as ofertas que existem. 

  

É obrigatório ter um fiador para fazer um crédito?

Não é obrigatório ter um fiador. Contudo, depende muito do risco que poderá representar para o banco. Desta maneira, se o risco for elevado para a instituição bancária, maior será a probabilidade de lhe ser exigido apresentar uma pessoa como fiador.

E agora pergunta: como o banco consegue avaliar a minha capacidade pagar as prestações do empréstimo? Através da sua taxa de esforço. A taxa de esforço é a avaliação que o peso da prestação mensal do crédito habitação tem no rendimento líquido do seu agregado familiar. 

Desta forma, a instituição bancária vai avaliar as suas condições profissionais e financeiras para verificar se a sua taxa de esforço é baixa ou elevada. Por outras palavras, o banco vai confirmar se tem ou não capacidades para pagar o crédito que solicitou. Mesmo que seja baixa, o banco pode pedir um fiador devido a decisões comerciais.

Fórmula da taxa de esforço: 

[Total de Prestações Financeiras / Rendimento do Agregado Familiar] x 100 = total em percentagem

Este cálculo irá permitir-lhe saber se tem capacidades de suportar estes custos e qual o valor do imóvel a pagar mais indicado para a sua vida financeira. Estima-se que a taxa de esforço não convém ultrapassar os 30%. Se esta taxa apresentar um valor maior do que esse, é provável que o crédito não seja aprovado.

 

É permitido um crédito de habitação numa situação de desemprego?

Sim. Mas depende do banco. A instituição bancária poderá aceitar fazê-lo desde que consiga acrescentar fiadores ou outras garantias adicionais de pagamento. 

No entanto, de forma genérica, se não tiver fiadores e estiver numa situação de desemprego duradoura, dificilmente o banco ceder-lhe-á esse empréstimo. 

Para saber mais sobre este assunto, leia o artigo completo.


TAG