Comunidades intermunicipais do Centro apresentam oito investimentos prioritários

As comunidades intermunicipais do Centro reunidas ontem em Conselho Regional, em Coimbra, anunciaram a aprovação de um documento com oito investimentos prioritários, um por cada uma, no montante de mil milhões de euros.

“É um momento importante, mas mais do que isso é um momento político da maior relevância para que o Centro conte mais num país onde a centralidade em termos de disputa financeira está muito à volta de Lisboa e Porto”, disse aos jornalistas Ribau Esteves, presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro, no final da reunião.

O dirigente, que é também presidente do município de Aveiro, salientou que o Conselho Regional do Centro “nunca tinha concertado uma posição com definição de projetos em concreto”.

Nos investimentos considerados prioritários, cinco são na área da saúde: ampliação e qualificação do Hospital de Aveiro, a criação do Centro Oncológico no Centro Hospitalar Viseu/Tondela e criação e reforço da rede de psiquiatria e de cuidados continuados, construção da nova maternidade de Coimbra, novo hospital do Oeste e beneficiação e ampliação do Centro Hospitalar de Leiria.

Na lista encontram-se dois projetos na área das acessibilidades, com a construção do IC31 (Beira Baixa) e da ponte de Constância/Abrantes, com ligação ao IC9, e um no setor tecnológico, com a criação de uma rede de alta conectividade em baixa densidade (Beiras e Serra da Estrela).

“Estamos numa fase muito importante de ajudar o Governo a definir com exatidão os projetos que vão ser financiados pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e, por isso, fizemos um exercício de concertação das oito comunidades e decidimos qual é a prioridade por cada uma das comunidades”, disse Ribau Esteves.

O autarca realçou ainda a proposta para existir um “pacto regional” entre o próprio PRR, as comunidades intermunicipais da região Centro e os seus vários atores, de forma a assegurar a “territorialização do PRR”.

Segundo Ribau Esteves, as oito comunidades intermunicipais da região Centro querem fazer “parte da conceção e gestão das operações, materializando-as”.

“Queremos ser parte da construção e da conceção dos vários projetos, onde há necessidade de envolvimento de atores com capacidade de realizar”, frisou.

O autarca salientou que o pacto serve para “assumir, de forma clara e nominativa, quais são os projetos que a região centro assume a parceria na conceção e construção, de entre as opções que sejam assumidos pelo Governo, depois de terminadas as negociações com as entidades europeias”

Para o presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro, os oito projetos apresentados “têm de estar nas opções do PRR” para a região Centro, que representa 20% da população nacional e 30% da área territorial.

Partilhar
Autor
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu é um órgão de informação regionalista, independente, livre de influências políticas, económicas, religiosas ou quaisquer outras, votado à prática de uma informação cuidada, verdadeira e objetiva.

Novidades

1
pexels-pixabay-47730
Quase 100 pessoas impedidas de entrar em recintos desportivos em 2024 – APCVD
2
CINFAES
Câmara de Cinfães atribui mais de 100 mil euros em 216 bolsas de estudo
3
santa comba dão
Autarca de Santa Comba Dão considera que “há outras maneiras” de celebrar democracia
4
Oliveira de Frades Rockfest
Nove bandas de rock e metal em Oliveira de Frades

Artigos relacionados

Acidente carro
Viseu
urgências médico hospital
Viseu
Entre em contacto

+351 232 087 050
*Chamada para rede fixa nacional

geral@noticiasdeviseu.com
publicidade@noticiasdeviseu.com

Avenida do Convento nº 1, Complexo Conventurispress, Orgens 3510-674 Viseu

Subscrever Newsletter
Fique por dentro das últimas novidades e conteúdo exclusivo.
Procurar
Últimas notícias
pexels-pixabay-47730
Quase 100 pessoas impedidas de entrar em recintos desportivos em 2024 – APCVD
Acidente carro
Colisão entre motociclo e veículo ligeiro em Viseu provoca uma vítima mortal
CINFAES
Câmara de Cinfães atribui mais de 100 mil euros em 216 bolsas de estudo
santa comba dão
Autarca de Santa Comba Dão considera que “há outras maneiras” de celebrar democracia