Câmara de Lamego recupera espaço público do Mártir S. Sebastião e Medelo

513

A Câmara Municipal de Lamego vai iniciar muito em breve as obras de requalificação do espaço público do Mártir de S. Sebastião e de Medelo, já adjudicadas pelo valor de 799.745,55€, mais IVA. Com o objetivo de avançar com a ampla reabilitação de uma zona em franco crescimento e localizada próxima de vários serviços públicos, esta intervenção incidirá em três zonas distintas. Quando estiver concluído, o novo investimento incentivará as deslocações a pé e em bicicleta, através da criação de percursos pedonais requalificados que permitirão a sua utilização de uma forma segura e confortável.

A primeira zona a ser intervencionada será a requalificação viária entre a Igreja do Mártir de S. Sebastião e o Largo dos Lavadouros, em Medelo. Numa segunda zona será executada a requalificação do espaço público e do arruamento viário junto à antiga escola primária de Medelo, com a criação de espaços verdes de enquadramento, recuperando deste modo o vazio urbano. Serão ainda reconstruídos os muros de suporte junto à Urbanização Mártir São Sebastião, que ruíram em janeiro último. Esta derrocada levou a autarquia a realizar, com carácter de urgência, obras de escoramento para garantir a segurança dos prédios situados nas imediações.

A requalificação do espaço público do Mártir de S. Sebastião e de Medelo contribuirá para a melhoria do ambiente urbano da cidade de Lamego, promovendo a qualidade urbanística e ambiental do território. Os trabalhos a executar prevêem a demolição do edifício da Santa Casa da Misericórdia de Lamego, situado no largo do Mártir de S. Sebastião, junto à capela, para eliminar o “estrangulamento” na circulação automóvel criado por este edifício e pelo muro adjacente.

Adjudicada à firma “Francisco Pereira Marinho & Irmãos”, esta obra é concretizada no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), cofinanciado em 85% pelo FEDER. Integra o Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU) da cidade de Lamego e o prazo de execução é de 12 meses.