Câmara de Lamego entrega livros na residência de pessoas com mobilidade reduzida

287

A Câmara de Lamego vai iniciar em agosto o projeto “Livro à Porta”, que entrega e recolhe, gratuitamente, livros da biblioteca, nas 18 freguesias do concelho, na residência de pessoas com mobilidade reduzida.

“O Projeto “Livro à Porta” é a resposta da Câmara Municipal de Lamego, no distrito de Viseu, “às pessoas com mobilidade reduzida, que querem manter o acesso à leitura”, refere a autarquia num comunicado de imprensa hoje divulgado.

A iniciativa, promovida pela Câmara, em parceria com a Biblioteca Pública Municipal de Lamego (BPML), “tem início em agosto” e vai permitir “o acesso à leitura a pessoas com mobilidade reduzida”.

“A leitura e a companhia de um livro deve ser acessível a todos os cidadãos, sobretudo, quando, por questões de saúde ou de idade, não conseguem deslocar-se até onde [os livros] se encontram”, sublinha o presidente da Câmara de Lamego.

Francisco Lopes destaca que o projeto “Livro à Porta” é, por isso, uma iniciativa de proximidade que vai democratizar o acesso à leitura e pode, até, ser determinante para combater a solidão e promover o bem-estar emocional de muitas pessoas”.

“A entrega e recolha dos livros são realizadas à porta de cada pessoa, gratuitamente, em todas as 18 freguesias do concelho. Basta, para isso, fazer a inscrição como leitor na Biblioteca Municipal de Lamego”, acrescenta o autarca.

A nota de imprensa do município detalha ainda que, após a inscrição como leitor, o cidadão deve consultar na página da internet da biblioteca “o catálogo online onde se encontram todos os títulos disponíveis”.

Cada utilizador “pode requisitar em simultâneo até dois livros”.

“Os livros selecionados devem ser requisitados através do email livroaporta@cm-lamego.pt”, sendo as obras requisitadas são entregues e recolhidas “à quinta-feira, de 15 em 15 dias, à porta de cada munícipe”, especifica.

A Biblioteca Municipal “disponibiliza também o número de telefone (254 614 013) para ajudar” os cidadãos, prestando “qualquer esclarecimento” sobre o projeto autárquico “Livro à Porta”, assim como sobre a página da internet da Câmara Municipal de Lamego.