Autarca de Viseu preocupado com redução de voos da carreira aérea

O presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas (PSD), mostrou-se hoje preocupado com a redução de voos da carreira aérea que liga Trás-os-Montes ao Algarve, que deixa a região servida apenas três dias da semana.

“Não nos agrada, achamos que é muito redutor em relação ao serviço que prestava”, afirmou Fernando Ruas aos jornalistas, no final da reunião do executivo camarário.

Na última noite, a empresa que presta o serviço, a Sevenair, informou que a carreira aérea Trás-os-Montes–Algarve tem um novo horário e menos voos, com dois dias sem serviço, outros sem escala em Vila Real e outros só com ligação Bragança–Cascais.

O contrato da concessão do serviço de transporte aéreo regular Bragança/Vila Real/Viseu/Cascais/Portimão terminou na quarta-feira. Na semana passada, fonte oficial do gabinete do secretário de Estado Adjunto e das Infraestruturas tinha dito à agência Lusa que o Governo e a Sevenair “encontraram uma solução contratual transitória” para que a ligação aérea não fosse interrompida a partir de hoje.

“Para além de ser uma situação provisória, ainda por cima é provisória e redutora”, lamentou Fernando Ruas, acrescentando que Viseu só ficará servido por voos à segunda-feira, sexta-feira e sábado.

Segundo o grupo Sevenair, no âmbito do novo horário que vigorará até 07 de junho, os voos de segunda e sexta-feira são feitos em todas as escalas, às terças e quintas-feiras os voos são diretos entre Bragança e Cascais e aos sábados não há escala em Vila Real. Às quartas-feiras e domingos não há voos.

Até agora os voos eram feitos de forma regular entre Bragança e Portimão, com paragem em Vila Real, Viseu e Cascais.

O autarca social-democrata lembrou que esta carreira aérea sempre foi apontada como uma ajuda à coesão territorial.

“A carreira é deficitária e o Governo fazia um grande esforço para que o interior tivesse um meio expedito. Deixou-se esgotar o concurso e quando à pressa as pessoas tiveram reação fez-se o tal ajuste direto, que ainda por cima é redutor”, referiu.

Só no início de fevereiro é que o Conselho de Ministros aprovou autorização da despesa de 13,5 milhões de euros para a adjudicação de uma nova concessão, escolhida através de um concurso público, processo que poderá demorar vários meses.

De acordo com uma resolução publicada, a 07 de fevereiro, em Diário da República (DR), o Governo autorizou a despesa de 13,5 milhões de euros para a adjudicação em regime de concessão do serviço aéreo regular Bragança-Vila-Real-Viseu-Cascais-Portimão, por quatro anos.

A resolução prevê o lançamento de um concurso público, com publicação no Jornal Oficial da União Europeia, para selecionar a transportadora que irá concessionar o serviço.

O objetivo deste modelo foi “garantir a diminuição do distanciamento geográfico e social e assegurar a mobilidade dos cidadãos residentes no interior e nordeste transmontano ao sul do país com horários, tempo de viagem e preços competitivos, salvaguardando deste modo o interesse público e a não-discriminação das populações aí residentes”.

Partilhar
Autor
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu
Notícias de Viseu é um órgão de informação regionalista, independente, livre de influências políticas, económicas, religiosas ou quaisquer outras, votado à prática de uma informação cuidada, verdadeira e objetiva.

Novidades

1
Acidente carro
Colisão entre motociclo e veículo ligeiro em Viseu provoca uma vítima mortal
2
Viseu
Centro histórico de Viseu sem carros ao fim de semana até setembro
3
urgências médico hospital
Hospital de Viseu com central de esterilização informatizada
4
Académico_de_Viseu
Mafra vence Académico em Viseu com um golo de Falé

Artigos relacionados

pexels-pixabay-47730
CINFAES
santa comba dão
Oliveira de Frades Rockfest
Entre em contacto

+351 232 087 050
*Chamada para rede fixa nacional

geral@noticiasdeviseu.com
publicidade@noticiasdeviseu.com

Avenida do Convento nº 1, Complexo Conventurispress, Orgens 3510-674 Viseu

Subscrever Newsletter
Fique por dentro das últimas novidades e conteúdo exclusivo.
Procurar
Últimas notícias
pexels-pixabay-47730
Quase 100 pessoas impedidas de entrar em recintos desportivos em 2024 – APCVD
Acidente carro
Colisão entre motociclo e veículo ligeiro em Viseu provoca uma vítima mortal
CINFAES
Câmara de Cinfães atribui mais de 100 mil euros em 216 bolsas de estudo
santa comba dão
Autarca de Santa Comba Dão considera que “há outras maneiras” de celebrar democracia