Assembleia Municipal de Lamego aprova Orçamento para 2020

249

A Assembleia Municipal de Lamego aprovou , dia 26, por maioria, em sessão ordinária, as Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2020 do Município de Lamego, sendo o valor do orçamento correspondente a 31,25 milhões de euros, dos quais 12 milhões respeitam a investimentos com apoio comunitário. A despesa corrente prevista é de 17,5 milhões. “Este é o terceiro Orçamento da gestão do Partido Socialista e representa a continuação da concretização das opções estratégicas apresentadas aos Lamecenses. O rigor e a transparência estão bem patentes a par do aumento substancial dos valores a transferir para as freguesias. Assim, com provas dadas, reafirmo o meu compromisso com Lamego e com os Lamecenses”, fundamenta o Presidente da Câmara Municipal.

Com o objetivo de alcançar o bem-estar social e a coesão territorial, o Município de Lamego reforçará o investimento nas freguesias, através da celebração de acordos de delegação de competências e de execução de investimentos com cada uma das freguesias. Neste âmbito, uma das prioridades é a conclusão da empreitada, em curso, de instalação do sistema de recolha, transporte e tratamento de águas residuais na Penajóia, pelo valor de 1,074 milhões de euros.
O documento prevê ainda a concretização de vários projetos estruturantes com o objetivo de colmatar carências específicas, mantendo ao mesmo tempo “o rigor e a procura do equilíbrio orçamental”. Ao nível do investimento, é assumida como principal prioridade a concretização de intervenções associadas a projetos com financiamento comunitário no âmbito do PEDU e uma comparticipação municipal com financiamento bancário já aprovado: o estabelecimento do Circuito Pedonal do Relógio do Sol (500 mil de investimento), a construção da primeira fase do Parque Urbano de Lamego (4 milhões e 300 mil euros) e a requalificação do espaço público do Bairro de Alvoraçães (600 mil), entre outras.

As Grandes Opções do Plano e Orçamento espelham ainda o forte investimento direcionado para as áreas da desporto, turismo, urbanismo, ambiente, ação social e educação, com o objetivo de manter a qualidade na prestação dos serviços municipais. O documento elege de novo a cultura como um dos elementos estruturantes da estratégia de desenvolvimento local, incentivando a dinâmica associativa, destacando-se, ao longo do ano, na agenda de eventos culturais a programação do Teatro Ribeiro Conceição, a realização das Festas em Honra de Nossa Senhora dos Remédios e as cerimónias da Semana Santa.