Alexandra Falcão reconduzida no cargo de diretora do Museu de Lamego

366

Alexandra Falcão foi reconduzida no cargo de diretora do Museu de Lamego e Monumentos do Vale do Varosa, na sequência de um concurso, segundo um despacho de nomeação hoje publicado em Diário da República.

Natural de Lamego, Alexandra Falcão é licenciada em História da Arte, pós-graduada em Museologia e Educação e foi técnica superior deste museu entre 2004 e 2018, ano em que assumiu a sua direção e a coordenação da rede de Monumentos do Vale do Varosa.

“Já fiz uma comissão de serviço. Essa comissão foi nomeada interinamente, enquanto não houve novo concurso. Submeti-me a novo concurso e fui renomeada”, explicou Alexandra Falcão à agência Lusa.

A responsável admitiu que o museu está a viver “um momento muito desafiante”, uma vez que se encontra encerrado há cerca de um ano para obras de reabilitação.

“Esta renomeação traz algum alento para continuar a desenvolver o meu trabalho”, frisou.

Segundo Alexandra Falcão, apesar de o museu estar encerrado, a sua equipa tem continuado a “trabalhar ativamente”, mantendo “uma programação regular quase similar” à de quando o edifício tinha as portas abertas.

“O que mudou é que não recebemos visitantes. Levamos visitantes a outros espaços, com iniciativas promovidas em parceria com outras instituições”, explicou.

A responsável disse ainda não haver uma data prevista para a reabertura total do museu, uma vez que, depois de concluída a primeira empreitada, o que previsivelmente acontecerá “em final de outubro”, haverá “uma segunda empreitada relacionada com a aplicação dos fundos do PRR (Plano de Recuperação e Resiliência)”.

No entanto, a conclusão da primeira fase das obras será assinalada com algumas atividades.

“Vamos reabrir duas salas, de forma a já podermos ter espaços para exposições, eventos, para assinalar o que foi o trabalho desenvolvido ao longo deste ano em que estivemos fechados e também novos projetos”, avançou.

No despacho hoje publicado em Diário da República é referido que Alexandra Falcão “tem participado em publicações, congressos e colóquios que decorrem do seu interesse nos domínios da história da arte, da educação, da literatura, do cinema e da museologia”.

“De entre as suas reflexões mais prementes, a possibilidade de construção de novas narrativas para as coleções, edifícios e sua história, no quadro de uma museologia mais participativa, inclusiva, acessível e humanista, alicerçada na relação do público com o objeto artístico e patrimonial”, acrescentou.

Alexandra Falcão é responsável pelo projeto de candidatura cofinanciada Norte 2020 “Museu de Lamego. Museu para todos”, no âmbito da qual se encontra a elaborar o programa de reformulação da exposição de longa duração.

Entre os projetos de mediação cultural e educativa em curso, destacam-se os programas “Museu Fora de Portas” e “Museu nas Cidades”, a coorganização de “Textemunhos – Festival Literário de Lamego” e também “Sala Colonial” e “Sangue Novo Veias Antigas”.