Suíços, franceses e espanhóis no Drift de Pinhel

19

O Drift está de regresso à cidade de Pinhel nos dias 24 e 25 de agosto, uma organização da Câmara Municipal de Pinhel e do Clube Escape Livre. A prova pontua, pelo segundo ano, para o Campeonato de Portugal de Drift, e volta a adicionar a Taça Internacional, atraindo suíços, franceses e espanhóis que se vão juntar os melhores portugueses da modalidade. A apresentação da prova decorreu ontem, junto ao Intermarché e Roady da Guarda, com uma exibição do embaixador da prova, Rui Pinto.

Os créditos já estão bem firmados: no quarto ano de espetáculos de drift na cidade-falcão, está confirmado o estatuto de ‘Capital do Drift’, no qual os milhares de espectadores têm uma posição preponderante de entusiasmo e estímulo às manobras dos grandes pilotos. A prova de Pinhel integra, pelo segundo ano, o Campeonato de Portugal de Drift, sendo a terceira prova efetiva do calendário, após a anulação da primeira, o Circuito de Guilhabreu.

Pelo segundo ano também, realiza a Taça Internacional, uma demonstração de drift à margem do campeonato, mas com as pontuações retiradas dos lugares obtidos naquela competição.

O programa dos dois dias de adrenalina começa às 09h30 de sábado, com a receção de boas vindas seguida dos treinos livres para o Campeonato de Portugal de Drift. As qualificações têm início às 15h45. Como habitualmente, o Clube Escape Livre convida toda a família do drift para um jantar regional destinado à confraternização entre pilotos, organizadores, famílias e mecânicos.

No domingo, o Campeonato de Portugal prossegue a partir das 11h00, com a disputa das batalhas e das finais pela tarde fora, a última delas perto das 16h00. A entrega de prémios está agendada para o final da tarde.

Na apresentação oficial do Drift de Pinhel 2019, Rui Ventura, presidente da Câmara Municipal de Pinhel, adiantou que neste ano serão feitas melhorias ao nível das condições de público, pilotos e segurança e afirmou: “As expectativas são as melhores, tendo em conta a evolução a que se tem assistido nos últimos anos, quer ao nível do número de pilotos, quer ao nível de público que acorre a Pinhel para assistir às emoções deste desporto automóvel repleto de adrenalina. Estamos a promover uma prova que é em Pinhel, mas não é de Pinhel, e por isso esta apresentação na capital de distrito, com o simbolismo e o objetivo de que esta é uma prova para promover a região”.

Já Luis Celínio, presidente do Clube Escape Livre, refere: “é com grande orgulho que pelo quarto ano consecutivo levamos esta modalidade a Pinhel, uma prova que depressa cresceu, e não apenas ganhou reputação junto do público, como ainda alcançou o título de ‘Capital do Drift’, integrando novamente o Campeonato de Portugal de Drift. Desejamos que pilotos, equipas e público contribuam para um espetáculo cada vez melhor e, nesta segunda Taça Internacional, a vinda de pilotos suíços que se juntam a franceses e espanhóis é gratificante”.

O Drift de Pinhel tem novamente como embaixador da prova o piloto Rui Pinto, da equipa CN Racing, que junto ao Roady/Intermarché realizou uma demonstração de drift e alguns co-drives. Também a FPAK e o promotor do campeonato, o CAM, marcaram presença através de Isaac Pedroso e Tiago Cruz, respetivamente.